sicnot

Perfil

Economia

Santander e Madeira chegam a acordo sobre os SWAP

© Susana Vera / Reuters

O Santander e o Governo Regional da Madeira chegaram esta segunda-feira a acordo sobre os SWAP de cinco empresas madeirenses.

Estas sociedades puseram o banco em tribunal, para cancelar os produtos SWAP e deixaram de os pagar em 2014. Com este acordo, os processos são arquivados, e os SWAP são renegociados, e pagos em prestações mais baixas durante mais tempo.

O banco vai emprestar às empresas madeirenses os 39 milhões de euros que estas sociedades precisam, para pagar - ao próprio banco - o que devem sobre destes SWAP. E foi perdoado metade do milhão de euros que as empresas deviam em juros de mora.

Recordo que os tribunais de Londres já deram razão ao Santander, no caso dos SWAP de duas empresas de transportes.

O Governo recorreu e o processo está agora no Supremo britânico.

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.