sicnot

Perfil

Economia

Costa diz que Portugal tem de surfar onda da revolução digital

PAULO CUNHA / LUSA

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje em Leiria que Portugal tem de surfar a onda da revolução digital sem hesitações, porque é a primeira grande oportunidade do país estar na crista de uma nova revolução industrial.

"Este é um daqueles momentos em que não podemos hesitar: Se temos medo da onda e procuramos abrigo ou se procuramos a onda e a vamos surfar. Creio que aqui não há nenhuma hesitação a ter, temos de surfar esta onda", afirmou António Costa.

"Esta é primeira grande oportunidade de estarmos na crista de uma nova revolução industrial, sem que a distância ou a falta de recursos nos coloque em posição desfavorável", adiantou, frisando que, pelo contrário, Portugal possui "todos os recursos que são essenciais"

Intervindo na apresentação do programa Indústria 4.0 - Economia Digital, António Costa disse ainda que a chamada revolução digital "é a primeira revolução industrial em que Portugal não parte em desvantagem".

Segundo o governante, o país tem "os ingredientes de base" para estar na crista da onda: uma boa infraestrutura tecnológica de comunicações e "sobretudo, daquilo que é fundamental, um conjunto de quadros altamente qualificados, universidades e politécnicos dinâmicos e um tecido empresarial apto a receber o conhecimento", disse António Costa.

Quanto aos recursos humanos qualificados, o primeiro-ministro disse que o país não se pode dar ao luxo de os continuar a ver partir para o estrangeiro.

"Pelo contrário, temos de continuar a formar mais, a fixá-los e a dar-lhes perspetivas de desenvolvimento e de futuro aqui em Portugal", alegou.

O primeiro-ministro sustentou ainda que a revolução digital assenta no conhecimento, inovação e capacidade tecnológica, definindo-a como uma "enorme oportunidade" de gerar emprego "mais qualificado, com mais conhecimento, mais bem remunerado e mais estável".

O governante alertou que este emprego "é altamente competitivo em termos internacionais" e que não é possível mantê-lo com condições precárias e baixos salários.

"Não é possível atrair e fixar talento com uma política de baixos salários, não é possível atrair e fixar talento com base na precariedade", avisou António Costa.

Lusa

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.