sicnot

Perfil

Economia

Novo Banco recebeu 45,6 M€ em benefícios fiscais em 2015

O Novo Banco teve benefícios fiscais de 45,6 milhões de euros em 2015, sobretudo por isenção do pagamento dos impostos de selo e de transmissões onerosas de imóveis, segundo um relatório divulgado esta quinta-feira pela Inspeção-Geral de Finanças (IGF).

A IGF divulgou hoje o relatório de monitorização de subvenções e benefícios públicos concedidos em 2015, concluindo que foram atribuídos benefícios fiscais no valor de 62,9 milhões de euros (por contrato ou ato administrativo de competência governamental), abrangendo dez entidades.

Dos maiores beneficiários, destaca-se o Novo Banco, com benefícios de 45,6 milhões de euros, decorrentes da isenção do imposto municipal sobre as transmissões onerosas de imóveis (IMT) e do imposto do selo.

O segundo maior beneficiário é a companhia de aviação Hi-Fly, com benefícios de 7,4 milhões de euros, "na sequência do apoio à locação de equipamento importados destinados a operar em empresas que prestam serviços públicos", seguida da companhia aérea (especializada em voos 'charter') Euroatlantic Airways, com benefícios fiscais de 4,5 milhões de euros.

Destaque, por fim, para a White Airways, companhia aérea com contrato de prestação de serviços com a TAP, que recebeu 3,7 milhões de euros em benefícios fiscais em 2015.Segundo o relatório divulgado hoje pela IGF, o Estado concedeu subvenções públicas a quase 47.700 beneficiários, totalizando 3.760 milhões de euros, menos 620 milhões de euros e 2.245 entidades do que no ano anterior.

Lusa

  • Enfermeiros especialistas em saúde materna retomam protesto 

    País

    Os enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia voltam quinta-feira de manhã a interromper as funções especializadas, o que pode afetar blocos de parto e maternidades. Queixam-se de "falta de resposta política adequada" e "ausência de acordos sérios".

  • Cristas vaiada em bairro de Chelas
    1:44

    Autárquicas 2017

    Assunção Cristas promete mudanças na Gebalis, a empresa municipal que gere os bairros sociais em Lisboa. Esta manhã, a candidata do CDS à câmara visitou um bairro de Chelas, onde foi vaiada por alguns populares.

  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • "Em vez de ajudarem, estavam a tirar fotos dela a morrer"
    1:13
  • Criança irrequieta domina noticiário britânico
    1:19