sicnot

Perfil

Economia

Quatro acionistas do BPI pedem impugnação da venda de 2% do BFA

A venda de 2% do Banco de Fomento Angola (BFA) pelo Banco BPI à operadora de telecomunicações angolana Unitel levou quatro pequenos acionistas a apresentar uma ação de impugnação, que o banco vai contestar.

"O Banco BPI foi, no passado dia 30 de janeiro, citado no âmbito de uma ação de impugnação de deliberações sociais", informou a entidade liderada por Fernando Ulrich.

A ação impugna a validade da deliberação tomada a 13 de dezembro na assembleia-geral de acionistas do BPI que conduziu à venda de 2% do capital do BFA à Unitel.

"O Banco BPI entende que os fundamentos invocados para sustentar a invalidade da deliberação em causa não procedem e irá apresentar, no prazo de que dispõe para o efeito, a competente contestação", anunciou a instituição.

O banco sublinhou que "a interposição da ação em apreço e a citação do Banco BPI no âmbito da mesma não suspendem os efeitos da deliberação impugnada".

Lusa

  • "É preciso despartidarizar o sistema de Proteção Civil", diz Duarte Caldeira
    2:47
  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • Arcebispo de Braga pede responsabilidades pelos incêndios
    1:40

    País

    Braga também sofreu um dos mais violentos incêndios dos últimos anos. O fogo descontrolado atravessou várias freguesias e destruiu duas empresas. A igreja, pela voz do arcebispo de Braga, pede ação e o apuramento de responsabilidades, face a esta calamidade.

  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06