sicnot

Perfil

Economia

Combustíveis aumentam na próxima semana

Os combustíveis voltam a aumentar na próxima semana. O gasóleo vai custar mais 0,49 cêntimos e a gasolina mais 0,34 cêntimos, a partir de segunda-feira

Atualizado às 16:41 - corrige os valores dos aumentos nos combustíveis

A partir de segunda-feira, a gasolina passa a custar mais 0,34 cêntimos, ficando o preço médio por litro acima de um euro e meio, o sétimo mais caro em toda a União Europeia.

No caso do gasóleo, a subida será de 0,49 cêntimos, ficando o preço médio por litro a cerca de 1,30 euros. Ocupa a sexta posição entre os países com os valores mais elevados.

Nota da Redação: uma primeira versão deste artigo noticiava erradamente o aumento de 34 cêntimos e 49 cêntimos. Pedidos desculpa pelo lapso.

  • Bruno de Carvalho manda SMS aos jogadores em nome dos jogadores. Confuso?

    Desporto

    De acordo com a imprensa desta manhã, o presidente do Sporting Clube de Portugal terá enviado mensagens escritas aos jogadores com o seguinte texto "Obrigado presidente pelas felicitações. Ainda temos muito para conquistar juntos" e assinou com o nome do jogador a quem enviou a mensagem. Uma aparente reação ao facto de nenhum dos jogadores ter respondido às mensagens escritas por Bruno de Carvalho, com incentivos e elogios antes e depois da vitória do Sporting frente ao Boavista.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17