sicnot

Perfil

Economia

Banco de Portugal critica morosidade do sistema judicial

Os juízes demoraram, em média, cerca de três anos para decidir em casos de cobrança de dívidas. A crítica é do Banco de Portugal que na Revista de Estudos Económicos que aponta o dedo à morosidade do sistema judicial português.

Só no ano passado estavam pendentes oitocentas e quarenta e duas mil ações executivas.

O estudo divulgado pelo Banco Central revela ainda que os tribunais portugueses não têm magistrados nem funcionários suficientes e que para resolver todos os casos de cobrança seriam necessários entre dois a três meses, sem que nenhum outro processo desse entrada no sistema.

  • A homenagem a Mário Soares no congresso do PS
    2:30
  • Conselhos sobre as novas regras de proteção de dados 
    2:08
  • Greve dos camionistas no Brasil afeta transporte e distribuição de alimentos e combustíveis 
    2:00