sicnot

Perfil

Economia

Taxa de desemprego baixa para os 11,1% em 2016

A taxa de desemprego em 2016 desceu 1,3 pontos percentuais face a 2015, para os 11,1%, abaixo da estimativa do Governo. No quarto trimestre, manteve-se inalterada nos 10,5%, divulgou hoje o INE.

No Orçamento do Estado para 2017, o Governo estimava que a taxa de desemprego se fixasse em 11,2% em 2016 e que baixasse para os 10,4% este ano.

Em 2015, a taxa de desemprego ficou nos 12,4%.

De acordo com as Estatísticas do Emprego hoje divulgadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), em termos de média anual, a taxa de desemprego de jovens (15 a 24 anos) situou-se em 28%, menos 4 pontos percentuais em relação ao ano anterior.

A população desempregada, estimada em 573 mil pessoas em 2016, diminuiu 11,4% em relação ao ano anterior (menos 73,5 mil) e a proporção de desempregados à procura de emprego há 12 e mais meses (longa duração) foi de 62,1%, tendo diminuído 1,5 pontos percentuais em relação ao ano anterior.

Já a população empregada, estimada em 4,605 milhões de pessoas, registou um acréscimo anual de 1,2% (mais 56,5 mil), com a taxa de atividade da população em idade ativa a situar-se em 58,5%, valor inferior em 0,1 pontos percentuais ao observado em 2015.

Segundo o INE, para a variação anual da população desempregada contribuíram os decréscimos nas mulheres (41,5 mil para 12,8%) e homens (32 mil para 9,9%), com todos os grupos etários em análise a baixarem, com destaque para as pessoas dos 35 aos 44 anos (26,3 mil para 17,8%).

Também todos os níveis de escolaridade desceram a sua taxa de desemprego, sobretudo o das pessoas com um nível de escolaridade completo correspondente, no máximo, ao 3.º ciclo do ensino básico (48,5 mil, para 14), à procura de novo emprego (59 mil para 10,4%), provenientes do setor dos serviços (37,4 mil para 10,6%) e à procura de emprego há 12 e mais meses (55 mil para 13,4%).

A população inativa com 15 e mais anos, por sua vez, situou-se em 3,680 milhões de pessoas, aumentando 0,3% face a 2015 (9,4 mil), com a taxa de inatividade - relação entre a população inativa em idade ativa (com 15 e mais anos) e a população total em idade ativa (com 15 e mais anos) -- a subir 0,1 pontos percentuais para 41,5%.

Por regiões, em 2016, as taxas de desemprego mais elevadas, e superiores à média nacional, foram observadas na Madeira (12,9%), Alentejo (12,1%), Norte (12,0%) e Área Metropolitana de Lisboa (11,9%).

Abaixo da média nacional, situavam-se as taxas de desemprego nos Açores (11,1%), Algarve (9,2%) e Centro (8,4%).

Em relação a 2015, e à semelhança do observado globalmente para Portugal, a taxa de desemprego diminuiu em todas as regiões, com as duas maiores diminuições a ocorrerem no Algarve (3,3 pontos percentuais) e na Madeira (1,8 pontos percentuais).

Segundo o INE, considerando apenas o quarto trimestre, a taxa de desemprego fixou-se nos 10,5%, mantendo-se inalterada face ao trimestre anterior e recuando 1,7 pontos percentuais face ao trimestre homólogo de 2015.

A população desempregada, estimada em 543,2 mil pessoas, registou uma diminuição trimestral de 1,2% (menos 6,3 mil pessoas) e uma diminuição homóloga de 14,3% (menos 90,7 mil).

A população empregada, estimada em 4,644 milhões de pessoas, registou um decréscimo trimestral de 0,4% (menos 17,9 mil) e um acréscimo homólogo de 1,8% (mais 82,1 mil).

Com Lusa

  • Sérgio Conceição no radar do FC Porto

    Desporto

    O treinador português e os seus representantes têm marcada para esta sexta-feira uma reunião decisiva com o FC Porto. Sérgio Conceição poderá ser o sucessor de Nuno Espírito Santo no comando técnico dos dragões.

  • Morreu José Manuel Castello-Lopes

    Cultura

    O empresário de cinema morreu esta quinta-feira aos 86 anos. A notícia da morte foi avançada hoje pela Academia Portuguesa de Cinema na sua página de Facebook.

  • Grupo armado mata 28 cristãos no Egito
    1:03
  • PSD quer criar taxa sobre a Uber e Cabify
    1:21

    Economia

    O PSD quer criar uma taxa sobre a Uber e Cabify para regulamentar as plataformas de transporte. A proposta deu entrada esta sexta-feira, no Parlamento, e procura ser uma alternativa ao projeto lei do Governo para o setor.

  • Médico português a caminho de Mossul
    3:01

    País

    Um médico português vai partir para o Iraque, no final do mês, para integrar uma equipa dos Médicos Sem Fronteiras. Gustavo Carona vai para Mossul, uma cidade bastião dos jihadistas, que tem sido palco de uma violenta guerra entre o Daesh e as forças iraquianas.

  • Filho de Eduardo dos Santos gasta 500 mil euros em relógio

    Mundo

    Desta vez não é Isabel dos Santos que dá que falar, mas sim um outro filho do Presidente de Angola. Danilo dos Santos arrematou um relógio por 500 mil euros, num leilão em Cannes. O momento foi partilhado através de um vídeo no Instagram, no qual aparece o ator Will Smith a comentar que o jovem "parece demasiado novo para ter 500 mil euros".

  • O "chega p'ra lá" de Trump
    2:35
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28

    País

    O Presidente da República promete voltar ao Luxemburgo até ao final do ano, se houver mais 10 mil portugueses recenseados até julho. Marcelo Rebelo de Sousa participou esta quinta-feira na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, que todos os anos recebe milhares de emigrantes portugueses.

    Enviados SIC