sicnot

Perfil

Economia

Obra de extensão do Metro até Gaia começa em 2019

A extensão da Linha Amarela do Metro até Vila D'Este, em Vila Nova de Gaia, custará 106 milhões de euros e deverá estar pronta em 2021, incluindo três novas estações e um parque para guardar veículos.

Segundo o estudo apresentado quarta-feira à noite pela empresa Metro do Porto na Câmara de Gaia, distrito do Porto, a obra de extensão da linha, que foi anunciada no dia 7 de fevereiro pelo ministro do Ambiente, deverá ser adjudicada em dezembro de 2018 para ter início em janeiro seguinte com um prazo de execução de 24 meses.

Os estudos, projetos e fiscalização estão orçados em oito milhões de euros, enquanto a construção, incluído expropriações, custará 98 milhões, sendo o valor global de investimento de 106 milhões de euros.

A frequência de veículos duplos será de 12 por hora e na zona de Vilar de Andorinho será construído um parque com capacidade de estacionar 20 veículos, uma estação de serviço com máquina de lavar e edifício de apoio.

São três as novas estações: Manuel Leão, Hospital Santos Silva e Vila D'Este, num total de 3.13 quilómetros, 2.010 metro à superfície e 1.121 metros enterrados.

Nota para o facto da estação que será construída junto ao hospital de Gaia ser à superfície e somar um parque de estacionamento, já a Manuel Leão será subterrânea e a de Vila D'Este terá um cais único.

A Metro do Porto estima que serão abrangidos cerca de 5.000/6.000 clientes por dia nesta extensão de uma linha que, no Porto, inicia junto ao hospital de São João.

Lusa

  • Eis os novos heróis de Vila de Aves
    3:03
  • Desportivo das Aves fora da Liga Europa

    Desporto

    O Desportivo das Aves não vai à Liga Europa e o Sporting terá entrada direta na fase de grupos. Apesar da conquista da Taça de Portugal, a equipa avense não se licenciou em tempo útil para poder participar na prova da UEFA, apurou a SIC.

  • E agora, Sporting? Semana de decisões e incertezas
    2:53
  • "Para primeiro dia de pesca da sardinha, não foi mau"
    2:19
  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29

    País

    José Sócrates garantiu este domingo que não atacará o PS e que continua a ser socialista. O antigo primeiro-ministro participou num almoço de apoio, em Lisboa, com cerca de 100 pessoas, a maioria anónimos.