sicnot

Perfil

Economia

Obra de extensão do Metro até Gaia começa em 2019

A extensão da Linha Amarela do Metro até Vila D'Este, em Vila Nova de Gaia, custará 106 milhões de euros e deverá estar pronta em 2021, incluindo três novas estações e um parque para guardar veículos.

Segundo o estudo apresentado quarta-feira à noite pela empresa Metro do Porto na Câmara de Gaia, distrito do Porto, a obra de extensão da linha, que foi anunciada no dia 7 de fevereiro pelo ministro do Ambiente, deverá ser adjudicada em dezembro de 2018 para ter início em janeiro seguinte com um prazo de execução de 24 meses.

Os estudos, projetos e fiscalização estão orçados em oito milhões de euros, enquanto a construção, incluído expropriações, custará 98 milhões, sendo o valor global de investimento de 106 milhões de euros.

A frequência de veículos duplos será de 12 por hora e na zona de Vilar de Andorinho será construído um parque com capacidade de estacionar 20 veículos, uma estação de serviço com máquina de lavar e edifício de apoio.

São três as novas estações: Manuel Leão, Hospital Santos Silva e Vila D'Este, num total de 3.13 quilómetros, 2.010 metro à superfície e 1.121 metros enterrados.

Nota para o facto da estação que será construída junto ao hospital de Gaia ser à superfície e somar um parque de estacionamento, já a Manuel Leão será subterrânea e a de Vila D'Este terá um cais único.

A Metro do Porto estima que serão abrangidos cerca de 5.000/6.000 clientes por dia nesta extensão de uma linha que, no Porto, inicia junto ao hospital de São João.

Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.