sicnot

Perfil

Economia

Paulo Rodrigues da Silva vai ser o novo presidente da Bolsa de Lisboa

Paulo Rodrigues da Silva vai ser o novo presidente da Bolsa de Lisboa, de acordo com informação disponível esta sexta-feira na Comissão de Mercados e Valores Mobiliários (CMVM).

Paulo Rodrigues da Silva vai substituir, a partir de março, depois de aprovadas as medidas regulatórias necessárias, Maria João Carioca, que renunciou ao cargo em dezembro para integrar o Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos, liderado por Paulo Macedo.

De acordo com informação disponibilizada pela Euronext e divulgada esta sexta-feira pela CMVM, Paulo Rodrigues da Silva tem uma carreira profissional extensa, tendo ocupado cargos em várias empresas, nomeadamente no Banco BPI, na Vodafone e na Caixa Geral de Depósitos (CGD), onde foi um dos administradores executiuvos de António Domingues.

"Estamos muito satisfeitos em acolher Paulo Rodrigues da Silva na nossa equipa. Estou confiante de que a sua vasta experiência nos sectores financeiro e tecnológico o tornam uma excelente escolha para cumprir o compromisso da Euronext no desenvolvimento das suas operações em Portugal", refere o presidente do Conselho de Administração da Euronext, Stéphane Boujnah, no comunicado.

Nesta nota, Stéphane Boujnah agradece ainda a contribuição de Maria João Carioca Rodrigues no trabalho da Euronext, desejando-lhe sorte nas suas novas funções.

Lusa

  • Paulo Rodrigues da Silva vai ser o novo presidente da Bolsa de Lisboa
    0:41

    Economia

    Paulo Rodrigues da Silva deverá ser o novo presidente da Bolsa de Valores de Lisboa. Foi o nome escolhido, mas ainda precisa de aprovação dos reguladores nacionais e internacionais. Vai substituir Maria João Carioca, que se demitiu para integrar a nova administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD), depois de ter estado apenas seis meses à frente do mercado nacional.

  • Caixabank diz que quer manter BPI na bolsa

    Economia

    O líder do CaixaBank, que controla o BPI ao deter 85% do capital do banco na sequência da Oferta Pública de Aquisição (OPA), disse esta quarta-feira ter a intenção de manter o banco na bolsa, pelo menos para já.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.