sicnot

Perfil

Economia

"A SIC Internacional e SIC Notícias simplesmente desapareceram de madrugada"

"A SIC Internacional e SIC Notícias simplesmente desapareceram de madrugada"

Emídio Fernando falou em direto no Jornal das 7 sobre a SIC Internacional e a SIC Notícias terem sido retiradas da grelha de programação da operadora ZAP, em Angola e em Moçambique. O jornalista angolano falou sobre as reações nas redes sociais e diz que não há qualquer explicação oficial. O jornalista reconhece que a SIC Notícias é um dos canais mais vistos nas grandes cidades angolanas e, que nos últimos tempos "tem passado notícias que não agradam ao Governo de Angola".

  • Distribuidora de Isabel dos Santos retira SIC Notícias e SIC Internacional da grelha
    0:48

    Economia

    A SIC Internacional e a SIC Notícias foram retiradas da grelha de programação da operadora ZAP, em Angola e em Moçambique. A distribuidora é detida maioritariamente pela empresária Isabel dos Santos, filha do presidente do país. Para justificar a decisão, a ZAP está a invocar, junto dos assinantes, questões contratuais. Contudo, a SIC é alheia à decisão da ZAP que entendeu continuar a emitir outros canais do universo como a SIC Radical, SIC Mulher, SIC K e SIC Caras. Em Angola e em Moçambique, a SIC Notícias e a SIC Internacional continuam a ser emitidas pela DStv, um outro distribuidor de televisão. Francisco Pedro Balsemão, CEO do Grupo Impresa, diz que lamenta que os canais tenham saído da operadora Zap, em Angola e Moçambique, mas mostra-se convencido de que a situação vai ser contornada no futuro e que a decisão é alheia à SIC.

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15