sicnot

Perfil

Economia

Complemento Solidário beneficou mais três mil idosos nos primeiros dois meses do ano

O Complemento Solidário para Idosos (CSI) beneficiou mais três mil pessoas entre janeiro e fevereiro, anunciou o ministro do Trabalho, segundo o qual o número de beneficiários aumentou graças à campanha de divulgação.

A ser ouvido na Comissão de Trabalho e Segurança Social, o ministro Vieira da Silva apontou que em matéria de execução orçamental da Segurança Social, durante os primeiros dois meses deste ano houve um crescimento das contribuições acima do que está estimado no Orçamento do Estado, tendo-se registado um aumento de 4,6%.


Para o ministro, "o dado politicamente mais relevante" é a inversão da tendência de diminuição do número de beneficiários do Complemento Solidário para Idosos. "Entre janeiro e fevereiro cresceram em 3.000 os beneficiários desta prestação, fruto de um esforço que foi feito e continuará a ser feito da divulgação desta prestação para os idosos", anunciou o ministro.


De acordo com os dados apresentados, a verba gasta com o CSI aumenta de 190,5 milhões de euros, na Cota da Segurança Social 2015, para 203,1 milhões de euros na Execução Orçamental 2016 e para 230,6 milhões de euros no Orçamento da Segurança Social para 2017.
Até fevereiro, tinham sido pagos 34,1 milhões de euros em CSI, o que representa 14,8% em grau de execução e uma variação homóloga de 8,1%.


Vieira da Silva aproveitou para salientar que há um comportamento idêntico na "generalidade das prestações sociais", salientando que a diminuição da despesa com pensões e complementos é sazonal e tem a ver com a alteração do modelo de pagamento do subsídio de Natal.
O Rendimento Social de Inserção, por exemplo, aumenta de 287,4 milhões de euros na Cota da Segurança Social 2015, para 334,7 milhões de euros na Execução Orçamental 2016 e para 379 milhões de euros no Orçamento da Segurança Social para 2017.


Significa que esta prestação social sentiu um aumento na variação percentual de 20,2%, com uma execução orçamental de 57,9 milhões de euros até fevereiro.

Lusa

  • Proteção Civil passa a ter Secretaria de Estado
    1:13

    País

    O Governo criou uma nova Secretaria de Estado da Proteção Civil, que vai ser liderada por José Artur Tavares Neves. Esta é a principal novidade da remodelação governamental que envolve quatro Secretários de Estado, dois deles foram reconduzidos nos cargos.

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC