sicnot

Perfil

Economia

Fernando Pinto reconhece que TAP cresceu após privatização

Fernando Pinto reconhece que TAP cresceu após privatização

O presidente-executivo da TAP admitiu esta terça-feira querer ficar na empresa, mesmo com as mudanças na administração. Fernando Pinto lembrou também que a TAP tem crescido e desenvolvido, sobretudo depois da privatização, que permitiu uma injeção de capital e uma renovação da frota.

Na cerimónia de celebração dos 72 anos da TAP, Fernando Pinto admitiu ainda que o nome de Miguel Frasquilho como futuro "chairman" da transportadora ainda não é oficial, mas referiu que o respeita muito.

A TAP assinalou esta terça-feira o aniversário com o batismo dos aviões da TAP Express, com nomes dos distritos portugueses. A companhia aérea quer assim promover o país e afirmou que serão servidos nos voos produtos típicos nacionais.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.