sicnot

Perfil

Economia

França conclui que Opel não cometeu fraude nas emissões de poluentes

© Ina Fassbender / Reuters

Os serviços antifraude franceses concluíram que o fabricante alemão Opel não violou a regulamentação em matéria de emissões de gases poluentes nos seus veículos comercializados no país, informou hoje o Ministério da Economia.

Segundo o departamento que funciona sobre a dependência do Ministério da Economia a investigação sobre as emissões de gases poluentes relativa à Opel foi encerrada "sem que os elementos reunidos e analisados tenham evidenciado factos constitutivos de infração ou engano", refere o comunicado.

Essas investigações, a cabo do organismo antifraude (DGCCRF), inserem-se no âmbito de uma análise global dos carros comercializados em França após as revelações de fraude da Volkswagen nos Estados Unidos.

Por ocasião dessa campanha de análise, a DGCCRF transmitiu à justiça, em fevereiro de 2016, indícios de fraude nos controlos efetuados sobre os veículos Volkswagen.

Em novembro, foi o caso da Renault e em fevereiro último o da Peugeot Citroën e Fiat.

O Ministério da Economia francês assinalou que as investigações relativas a outras fabricantes automóveis estão em curso.

Lusa

  • Mosquito transmissor da dengue detetado em Portugal

    País

    Uma espécie de mosquito que é transmissor do vírus da dengue foi identificado pela primeira vez em Portugal, na região Norte do país, anunciou esta quarta-feira a Direção-geral da Saúde (DGS) e o Instituto Doutor Ricardo Jorge.

  • Marcelo não comenta proposta sobre nomeação do governador do BdP
    0:14

    Economia

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar a proposta do grupo de trabalho para a reforma da supervisão financeira, que recomenda que o governador do Banco de Portugal seja nomeado pelo Presidente da República. Marcelo não quis comentar o assunto esta quarta-feira durante a tomada de posse do Reitor da Universidade de Lisboa.

  • Habitantes da favela da Rocinha temem novo episódio violento
    2:54

    Mundo

    Localizada no Rio de Janeiro, a Rocinha, maior favela do Brasil, foi palco de um tiroteio entre traficantes, no último fim de semana. Agora, pelo terceiro dia consecutivo, a polícia do Rio de Janeiro está a fazer um cerco em algumas favelas cariocas à procura de traficantes. A comunidade está assustada e receia que episódios violentos como este se repitam.