sicnot

Perfil

Economia

13 funcionários da Autoridade Tributária acusados de corrupção

O Ministério Público (MP) acusou 45 arguidos, 13 deles funcionários da Autoridade Tributária, por corrupção, falsidade informática, acesso ilegítimo, abuso de poder, tráfico de influência, fraude fiscal, falsas declarações e detenção de arma proibida, informou esta terça-feira o Ministério Público.

Segundo adianta a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL), entre os arguidos estão ainda técnicos oficiais de contas, contabilistas, advogados, gestores de empresas, empresários e uma pessoa coletiva, tendo o MP pedido uma indemnização civil em representação do Estado Português no valor de 57.465 euros.

De acordo com a acusação, ficou indiciado que, entre o segundo semestre de 2011 e 17 abril de 2016, os arguidos funcionários da AT, a troco de dinheiro e de bens patrimoniais e não patrimoniais, praticarem atos que beneficiaram particulares junto da administração fiscal.

Em causa está o fornecimento de informação fiscal, bancária ou patrimonial de terceiro, consultoria e aconselhamento fiscal, eliminação de dívidas, cessações de atividade de contribuintes em sede de IVA e IRC com efeitos retroativos (com subsequente extinção de processos de execução fiscal e de contraordenação) e emissão de certidões de não dívida de sociedades que não correspondiam à realidade.

A acusação indica ainda que os funcionários da AT agora acusados introduziram no sistema informático da Autoridade Tributária dados forjados que geraram dados fiscais que não correspondiam à realidade, em benefício dos seus titulares, repartindo, depois, entre si as contrapartidas recebida dos "clientes" consoante o grau de intervenção do funcionário.

"Para tal, os funcionários da AT acederam a dados pessoais de contribuintes contidos em sistema informático de uso exclusivo da AT e cobertos por segredos, violando as responsabilidades e deveres funcionais a que se encontravam vinculados pelo exercício de funções públicas, sempre visando obter para si e para terceiros benefício económico indevido à custa da defraudação da Fazenda Nacional", sustenta a acusação do MP.

Os 45 arguidos encontram-se sujeitos às medidas de coação de termo de identidade e residência (TIR) e proibição de contactos, estando um deles em prisão domiciliária com pulseira eletrónica.

O MP requereu a aplicação da pena acessória de proibição do exercício de função aos arguidos funcionários da AT e que fossem declaradas perdidas a favor do Estado as vantagens auferidas pelos mesmos pela prática dos crimes imputados.

O inquérito foi dirigido pela 9ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, com a coadjuvação da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária.

Lusa

  • Voluntários portugueses rumam ao México com cães de salvamento
    1:59

    Mundo

    Nuno Vieira e Marco Saraiva são voluntários de Braga. Com os seus dois cães, "Koi" e "Yuki", formam uma equipa de resgate e partem esta noite para o México, para ajudar na busca e salvamento de vítimas do terramoto que abalou o país esta terça-feira. A equipa portuguesa faz parte de uma ONG espanhola.

  • Furacão Maria deixa rasto de destruição em Porto Rico
    1:16
  • "Desistam desta escalada de radicalismo e desobediência"
    3:35
  • Sabe onde fica a Nambia? Algures em África, segundo Trump

    Mundo

    "O sistema de saúde na Nambia é incrivelmente autossuficiente", declarou o Presidente dos Estados Unidos num discurso proferido num almoço com líderes africanos. No encontro, realizado esta quarta-feira à margem da 72.ª Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque, Donald Trump repetiu o erro. Os utilizadores das redes sociais não perdoaram mais este "lapso" do chefe de Estado norte-americano.

  • DGS garante que não há perigo de dengue
    2:09

    País

    Foi detectada em Penafiel a presença de uma espécie de mosquito potencialmente transmissora de dengue. No entanto, a diretor-geral da Saúde, Francisco George, garante que nenhum dos mosquitos estava infetado, não havendo assim riscos para a saúde humana. O mosquito de origem asiática já se espalhou por vários países europeus.

  • José Cid denuncia poluição em ribeira de Mogofores
    2:03

    País

    Uma descarga poluente matou peixes e outros seres vivos num curso de água que alimenta o rio Cértima, em Anadia. Um dos moradores revoltados com o cenário é o cantor José Cid, proprietário de uma quinta onde passa a ribeira, cuja água é habitualmente usada para regar os campos agrícolas.

  • Contra a endogamia académica
    2:40

    País

    As universidades públicas contratam sobretudo professores formados na própria instituição. O estudo recente da Direção-geral de Estatísticas da Educação e Ciência revela que o mérito não tem sido o requisito privilegiado. A endogamia académica é o conceito que se tenta agora inverter a bem da qualidade cientêntifica, da criatividade e da inovação.

  • Episódio da Abelha Maia censurado por queixas de obscenidade

    Cultura

    A plataforma digital Netflix viu-se obrigada a retirar um episódio da Abelha Maia depois das queixas de pais norte-americanos por causa de um "desenho obsceno", em forma de pénis. Aparentemente, terá sido só removido para quem acede nos EUA dado que, ao que a SIC pôde constatar, a partir de Portugal o episódio 35 está disponível.

  • Yoko Ono obriga limonada "John Lemon" a mudar de nome

    Cultura

    A viúva do Beatle John Lennon ameaçou processar uma empresa de bebidas polaca por causa da limonada "John Lemon". Yoko Ono não terá gostado do trocadilho entre Lennon e Lemon (limão, em inglês) e quer ver toda e qualquer garrafa com este rótulo retirada do mercado.