sicnot

Perfil

Economia

BE admite mudança faseada na devolução de rendimentos até 2019

BE admite mudança faseada na devolução de rendimentos até 2019

A prometida redução do IRS pode ficar concluída apenas em 2019, ano de eleições legislativas. O Bloco de Esquerda quer uma mudança maior do que a que foi inscrita pelo Governo, no Programa de Estabilidade. Para isso, sugere que a devolução de rendimentos seja faseada nos próximos dois anos.

  • PCP quer devolução do "saque fiscal"
    0:25

    Economia

    Sobre o aumento faseado do número de escalões no IRS, Jerónimo de Sousa diz que é um objetivo "pouco ambicioso" do Governo. O secretário-geral do PCP quer ainda a devolução do "saque fiscal".

  • Centeno não garante mudanças nos escalões do IRS em 2018
    0:29

    Economia

    As mudanças nos escalões do IRS podem não acontecer em 2018, como Mário Centeno tinha adiantado numa entrevista ao Público e à Rádio Renascença. Esta quinta-feira, o ministro das Finanças disse que as alterações vão ser feitas na legislatura, mas não necessariamente no próximo ano.

  • "Há mais vida para além de 2017"
    3:48

    País

    Uma intensa troca de argumentos entre António Costa e os parceiros do Bloco de Esquerda e PCP marcou o debate quinzenal desta quarta-feira no Parlamento. A esquerda quer soluções imediatas para as carreiras contributivas mais longas, um alívio fiscal nos escalões do IRS e maior investimento no Serviço Nacional de Saúde. O primeiro-ministro respondeu que "há mais vida para além de 2107" e que as exigências serão cumpridas, mas de forma faseada.

  • Catarina Martins desafia o Governo a rever escalões de IRS
    0:51

    Economia

    A coordenadora do Bloco de Esquerda aproveitou o lançamento da candidatura da deputada Cecília Honório à Câmara de Cascais para reafirmar a determinação do partido em aproveitar a preparação do próximo Orçamento do Estado para inverter o aumento de impostos. A mexida dos escalões do IRS é um assunto que já está a ser discutido pelo Governo e pelos partidos que o apoiam.

  • Como se sobrevive à dor em Nodeirinho e Pobrais
    2:43
  • Raphäel Guerreiro vai continuar a acompanhar a seleção
    1:08
  • 74 mil alunos do secundário têm a vida "suspensa" 
    2:22

    País

    Enquanto o Ministério Público investiga a fuga de informação no exame nacional de Português do 12.º ano, 74 mil estudantes ficam com a vida suspensa. Se a fuga se confirmar, o exame corre o risco de ser anulado e as candidaturas ao ensino superior atrasam. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames, prometeu esclarecimentos para os próximos dias.