sicnot

Perfil

Economia

Cartão de crédito com sensor de impressão digital

Mastercard

Um cartão de pagamento com um sensor de impressão digital foi revelado pela Mastercard, já implementado e bem sucedido na África na Sul.

A tecnologia funciona da mesma forma que acontece com pagamentos de telemóveis, os utilizadores têm de ter o dedo sobre o sensor quando fazem uma compra.

O chefe de segurança da Mastercard, Ajay Bhalla, disse que a tecnologia de impressão digital ajuda a "oferecer comodidade e segurança adicionais, não é algo que possa ser tomado ou replicado".

Karsten Nohl, cientista-chefe dos Laboratórios de Pesquisa de Segurança de Berlim, disse à BBC: "Tudo o que é preciso é um copo ou algo que alguém tenha tocado no passado". Ele acrescenta que se essa informação for roubada, "Só se tem mais nove mudanças de impressão digital antes se ficar sem mais opções".

Os cartões de pagamento biométricos anteriores só funcionavam quando usados ​​em conjunto com um scanner de impressões digitais separado. Isso limitava sua utilidade, pois apenas as lojas com o equipamento correto podiam aceitá-las.

  • Como levantar dinheiro sem cartão?
    6:33

    Futuro Hoje

    No Futuro Hoje desta terça-feira mostramos-lhe como pode levantar dinheiro no multibanco sem a utilização de um cartão. Através de um código gerado pelo MB Way, pode levantar dinheiro a partir de qualquer multibanco. 

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC