sicnot

Perfil

Economia

Zero quer mais apoio a carros elétricos e a transporte público

mobi.e

A organização ambientalista Zero considerou esta quinta-feira uma "boa novidade" Portugal ser o país europeu com automóveis novos mais eficientes e com menores emissões, e defendeu mais apoio a veículos elétricos e medidas de promoção do transporte público.

Sendo o transporte rodoviário em Portugal um dos principais setores responsáveis pela emissão de gases com efeito de estufa (cerca de 23%), a Zero referiu ser aquela "uma boa novidade que tem de ser conjugada com medidas de promoção do transporte público e de penalização do transporte individual", com a maior utilização de modos suaves, como a bicicleta, e uma maior motivação para andar a pé, nos centros urbanos.

Em comunidado, a Associação Sistema Terrestre Sustentável, Zero, salientou que "o bom posicionamento" de Portugal é consequência da aquisição de automóveis mais pequenos, e assim também menos pesados, com valor de compra que "se adequa mais aos salários no país", e do "peso significativo" da componente ambiental no Imposto Sobre Veículos, e defendeu "mais apoio a veículos elétricos".

Segundo dados da Agência Europeia do Ambiente (EEA na sigla em inglês), hoje divulgados, a média de emissões de dióxido de carbono por quilómetro dos automóveis novos vendidos em 2016 desceu em todos os países europeus, com exceção para a Holanda, que estava em primeiro lugar no ano anterior, tendo sido ultrapassada por Portugal.

Portugal registava uma média de 104,7 gramas de dióxido de carbono por quilómetro nos carros adquiridos em 2016, seguido pela Holanda, com 105,9 gramas, Dinamarca, com 106,1 gramas, e Grécia, com 106,3 gramas.

A associação ambientalista citou dados da ACAP a apontar para um aumento de 17,2% nas vendas dos veículos elétricos e praticamente uma duplicação dos veículos 'plug-in', com os automóveis elétricos ligeiros de passageiros a registarem 716 vendas, em 2016, representando 0,4% do total.

"Já este ano, considerando os meses de janeiro e fevereiro, houve um aumento de 179%, passando-se de 74 para 207 veículos, pelo que a meta de mil veículos apoiados pelo Fundo Ambiental para 2017 deverá ser aumentada", realçou a Zero.

A organização liderada por Francisco Ferreira refere ainda que, "pelo segundo ano consecutivo, as vendas de veículos a gasóleo diminuiu e em 2016 caiu abaixo de 50% das novas vendas".

A Zero defendeu ainda serem necessárias melhorias anuais "significativas" na eficiência dos veículos nos próximos cinco anos, para ser atingido o objetivo europeu de 95 gramas de dióxido de carbono por quilómetros até 2021.

Lusa

  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.