sicnot

Perfil

Economia

População de Almeida admite fechar conta na CGD e recorrer a outro banco

População de Almeida admite fechar conta na CGD e recorrer a outro banco

A administração da CGD confirmou ontem o encerramento da agência de Almeida e a passagem das contas bancárias para Vilar Formoso, a 16 quilómetros da sede do concelho. Ontem, dezenas de populares ocuparam pela segunda vez a agência como forma de protesto. Em Lisboa, foi cancelada a reunião entre autarcas e Paulo Macedo, presidente executivo da Caixa, que exigia a retirada dos populares que ocupavam a agência bancária como condição de conversações.Para amanhã está marcado novo protesto na agência da CGD em Vilar Formoso.

  • "O país assistiu a um ato que empobrece a democracia"
    1:08

    País

    O presidente dos autarcas do PSD exige que a administração da Caixa peça desculpa ao presidente da Câmara de Almeida. Álvaro Amado diz que o país assistiu a um ato que empobrece a democracia e lembra que os autarcas são eleitos pelo povo e não dão ordens à população para desmobilizar.

  • População de Almeida indignada com fecho de balcão da CGD
    2:38

    Caso CGD

    A agência da Caixa Geral de Depósitos de Almeida vai mesmo fechar. O banco público confirmou que, para já, a população vai ser servida pela agência de Vilar Formoso e que no futuro será instalado um ponto de apoio da 'Caixa' na Câmara Municipal ou na Junta de Freguesia. Esta terça-feira à tarde, a liderança do banco não quis receber o Presidente da Câmara de Almeida porque não foi desmobilizada a ocupação popular em frente à agência.

  • Clientes da CGD de Almeida admitem recorrer a outro banco
    1:57

    País

    Horas depois do protesto em Almeida, a população não disfarça a revolta e desilusão com o encerramento da agência da Caixa Geral de Depósitos. Os mais idosos admitem o fecho da conta na CGD e pensam em recorrer a outro banco que está no centro da aldeia histórica.

  • Autarca de Almeida não se reuniu com administração da CGD
    0:40

    Caso CGD

    O presidente da Câmara Municipal de Almeida não foi recebido pelo Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos como estava previsto. Segundo António Baptista, foi-lhe exigido que desmobilizasse uma manifestação no balcão de Almeida, da qual não conhecia, para que fosse recebido.

  • As confissões de Sérgio Conceição: do futuro no FC Porto à zanga com Rui Vitória 
    43:14
  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • Marcelo descobre que vê mal "ao longe à esquerda"
    2:05

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma declaração dos médicos contra a despenalização da eutanásia. A audiência ao atual bastonário e cinco antecessores acontece a uma semana do tema ir a debate no Parlamento, e no dia em que o Presidente da República foi a estrela do Dia da Segurança Infantil. Marcelo aproveitou para fazer um rastreio à visão e concluiu que tem que estar "atento", à esquerda, ao longe".

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC

  • Ministro volta a não se comprometer com aumento dos salários
    2:51

    Economia

    O ministro das Finanças diz que a falta de enfermeiros no Hospital de Santa Maria é meramente transitória. Durante a audição no parlamento, o ministro também foi pressionado, à esquerda e à direita, para aumentar os salários na Função Pública, mas voltou a não se comprometer.