sicnot

Perfil

Economia

Estado perdoou mais de 168 milhões de euros às empresas em juros, custas e coimas

Estado perdoou mais de 168 milhões de euros às empresas em juros, custas e coimas

O Estado perdoou mais de 168 milhões de euros às empresas em juros, custas ou coimas através do chamado "perdão fiscal", no ano passado. Ainda assim, a receita conseguida pelo Estado foi muito superior.

Rendeu ao estado à volta de 500 milhões de euros no ano passado. Deu um importante contributo para a receita fiscal e ajudou a baixar o défice do ano passado para os 2%. E sabe-se agora que o fisco perdoou às empresas mais de 168 milhões de euros em juros, custas ou coimas. Os dados foram enviados pelo Ministério das Finanças ao PSD e são revelados pelo Jornal de Negócios.

Desses 168 milhões de euros que o estado perdoou, mais de metade diz respeito a juros de mora. E só este ano, o fisco já perdoou quase um milhão e meio de euros.

Nesse documento, as Finanças esclarecem que só oito empresas, que estão representadas em bolsa,
pagaram dívidas no valor de 72 milhões de euros e receberam um perdão de 36 milhões.

Entre as maiores empresas que aderiram ao programa, estão a Caixa Geral de Depósitos e a EDP.

O assunto volta a ser discutido esta tarde no Parlamento, onde o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais,
Fernando Rocha Andrade, vai responder às questões dos deputados.

  • Luaty Beirão satisfeito com sinais de mudança de paradigma em Angola
    4:03

    Mundo

    Sete meses depois da tomada de posse de João Lourenço como presidente de Angola, o país vive um tempo de revoluções. Mudanças inéditas que, nas palavras do ativista Luaty Beirão, permitem ter esperança num futuro melhor. O músico esteve em Lagos, a convite da Câmara Municipal, para falar sobre Livros e Liberdade.

  • O portal onde pode consultar certidões e outros documentos sem sair de casa
    7:37
  • Presidente da Comunidade de Madrid demite-se depois da divulgação de vídeo de roubo
    1:27