sicnot

Perfil

Economia

Grupo RAR teve lucros de 7,4 milhões em 2016

Depois de ter registado prejuízos em 2015, o Grupo RAR voltou aos lucros no ano passado. O grupo, que é conhecido pelo primeiro negócio - o açúcar -, teve um resultado positivo de 7,4 milhões de euros, em 2016. O que representa um aumento de 43,5%, em comparação com o ano anterior.

Ainda assim, e segundo os resultados apresentados hoje, as vendas do grupo industrial caíram, e a facturação foi de 831 milhões de euros, 30 milhões a menos que em 2015.

Os números mostram também que o açúcar é um negócio que pesa cada vez menos no total do grupo, que também opera no mercado imobiliário, na fabricação de embalagens, na importação de cereais, na agricultura e nos produtos de higiene e cosmética.

Actualmente, o negócio das embalagens é o que tem mais peso, e foi o que mais impulsionou os resultados.

Já o EBIDTA - os resultados antes de impostos e amortizações - chegou aos 57 milhões de euros.
No ano passado, o grupo conseguiu baixar a dívida financeira, para os 230 milhões de euros.
O grupo RAR tem mais de 4500 trabalhadores e está presente em 8 países.

  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.