sicnot

Perfil

Economia

Mutualista Montepio aprova alterações para tornar CEMG em Sociedade Anónima

arquivo

A assembleia-geral da Associação Mutualista Montepio aprovou esta noite, por larga maioria, os novos estatutos da Caixa Económica Montepio Geral (CEMG), que, assim, permite avançar para a sua transformação em Sociedade Anónima.

No Coliseu de Lisboa, 91,8% dos associados votaram favoravelmente o ponto único da agenda de trabalhos: "deliberar ao abrigo do determinado nas disposições dos estatutos, sobre a ratificação das deliberações que aprovaram a transformação da CEMG em sociedade anónima, e os estatutos por que se passará a reger".

Citado num comunicado da associação, com mais de 630 mil associados, o presidente do Grupo Montepio, António Tomás Correia, afirmou que este é um "grande dia para o Montepio e para os seus associados".

"Todos estão de parabéns, atenta a importância do encerramento deste processo, que cria as condições para que a Caixa Económica se afirme como a grande Instituição Financeira da Economia Social", disse o dirigente, recordando que a Associação Mutualista mantém o estatuto de "Instituição Titular, em conformidade com o Regime Jurídico das Caixas Económicas".

Detida pela Associação Mutualista Montepio desde a sua fundação, em 1844, a CEMG divulgou hoje um lucro de 11,1 milhões de euros na apresentação dos seus resultados do 1.º trimestre do ano.

No mesmo período de 2016, a instituição tinha registado prejuízos de 19,8 milhões de euros.

A margem financeira aumentou 35,6% para 71,1 milhões de euros, que o banco atribui à redução do custo dos depósitos, enquanto as comissões líquidas subiram 23,7% para 26,1 milhões de euros, neste caso, diz o banco, "beneficiando da maior dinâmica de negócio".

Lusa

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é de Lisboa e há uma outra portuguesa, a sua neta, desaparecida. Esta madrugada em Cambrils, cinco suspeitos foram abatidos e outra pessoa acabou por morrer, num segundo ataque. Há quatro detenções confirmadas. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • Autoridades acreditam que suspeito do ataque nas Ramblas pertence a célula terrorista
    1:36
  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Nível de ameaça terrorista em Portugal continua moderado
    1:31

    Ataque em Barcelona

    O primeiro-ministro garantiu hoje que, para já, o nível de ameaça terrorista em Portugal não vai ser alterado (o nível está no 4 em 5). Já o Presidente da República disse que não há tolerância possível e garante que há medidas preparadas caso o mesmo cenário venha a acontecer em Portugal.

  • Vento e calor provocam reacendimentos em Mação
    1:55
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42