sicnot

Perfil

Economia

Governo reitera que há condições para fechar Procedimento por Défice Excessivo

O Ministério das Finanças afirmou hoje que "está seguro de que a Comissão Europeia irá convergir para uma projeção orçamental alinhada com a execução", reiterando que estão reunidas as condições para sair do Procedimento por Défice Excessivo (PDE).

Nas projeções económicas hoje publicadas, a Comissão Europeia estima que o défice orçamental português vai continuar a descer, para 1,8% este ano e para 1,6% no próximo, valores acima dos previstos pelo Governo (que aponta para um défice 1,5% e 1% em 2017 e 2018, respetivamente) e abre caminho ao encerramento do PDE.

Quanto ao crescimento económico, Bruxelas está mais otimista, alinhando agora a sua previsão com a do Governo para este ano (1,8%), mas admite um abrandamento do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2018, para os 1,6%.

Em reação a esta atualização de Bruxelas, o ministério de Mário Centeno considera que as previsões "vêm reafirmar a solidez do cenário subjacente ao Orçamento do Estado para 2017 e ao Programa de Estabilidade 2017-2021" e "confirmar que estão cumpridas as condições para que Portugal possa sair do PDE".

O entendimento da tutela e que, no documento hoje publicado, a Comissão reconhece "a natureza sustentável e equilibrada do padrão de crescimento da economia portuguesa", nomeadamente quanto à "manutenção de um 'superavit' da balança corrente e de capital, o qual sustenta a continuação da redução da dívida externa".

O Ministério das Finanças garante que "assegurará o cumprimento rigoroso dos objetivos orçamentais, tal como assumido no OE2017 e no Programa de Estabilidade", e diz estar "seguro de que a Comissão Europeia irá convergir para uma projeção orçamental alinhada com a execução, como confirmado pelos resultados do primeiro trimestre", reiterando "a criação de condições para saída do PDE".

Lusa

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • O vestido de Jennifer Lawrence que está a dar que falar

    Cultura

    Jennifer Lawrence escolheu um vestido arrojado para usar na sessão fotografia do próximo filme e a internet reagiu. Muitas foram as críticas feitas, que davam conta de uma roupa "demasiado reveladora" para o frio que se fazia sentir em Londres. Mas Jennifer Lawrence não deixou passar, criticando os comentários "sexistas" e "nada feministas".

    SIC

  • Proposta criação de 77 mil empregos através de uma descida da TSU
    1:23
  • Governo enfrenta vaga de contestação
    2:35

    Economia

    O Governo enfrenta uma onda de contestação. Guardas prisionais, procuradores, professores, médicos e enfermeiros descontentes ameaçam com greves nos diferentes setores, já nos meses de março e abril.

  • 296 mortos em 2 dias de bombardeamentos em Ghouta Oriental
    2:16
  • Tiroteio na Florida foi o 18.º registado em meio escolar nos EUA desde janeiro
    1:25