sicnot

Perfil

Economia

Grécia começa hoje a primeira greve geral do ano contra novos cortes

Costas Baltas

A Grécia começa hoje a primeira greve geral do ano, uma mobilização convocada pelos principais sindicatos do país contra a lei que engloba todas as medidas necessárias para fechar a segunda revisão do programa de resgate.

O pacote legislativo, que será debatido hoje no parlamento e cuja votação está prevista para quinta-feira, inclui um corte nas pensões a partir de 2019 e subidas de impostos a partir de 2020.

Os sindicatos batizaram esta medida de "quarto memorando" por tratarem-se de ajustes adicionais, não previstos no terceiro resgate, que se aplicarão quando terminar o programa atual.


A greve foi apoiada também pelos controladores aéreos que deixarão de trabalhar entre as 11:00 e as 15:00 (entre as 09:00 e as 13:00 de Lisboa), pelo que foram cancelados todos os voos desde e para o aeroporto de Atenas nesse período horário.


Os autocarros e elétricos da região da capital, que já começaram uma série de greves na terça-feira, permaneceram nas garagens durante toda a noite e até às 09:00 (07:00 em Lisboa), voltando a parar a partir das 19:00 (17:00 em Lisboa).


O metro, por seu lado, vai funcionar entre as 09:00 e as 19:00 (entre as 07:00 e 17:00 em Lisboa), enquanto o transporte ferroviário estará completamente paralisado.


Os hospitais vão apenas disponibilizar serviços mínimos, já que os médicos e pessoal hospitalar estão em greve de 48 horas, que se prolonga até quinta-feira.


Também os reformados e setores autónomos, como médicos do privado, engenheiros e advogados uniram-se à mobilização.


Os sindicatos convocaram também manifestações para Atenas e outras cidades de maior dimensão no país.

Lusa

  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • S. João do Porto sem balões
    2:36

    País

    No Porto, milhares de pessoas foram para a rua festejar o São João. Este ano houve tolerância zero no lançamento de balões, por causa do risco de incêndio. O fogo de artifício começou com mais de 15 minutos de atraso.

  • Mais de 100 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.