sicnot

Perfil

Economia

EUA lançam renegociação de acordo comercial com México e Canadá

Susan Walsh

Os Estados Unidos lançaram esta quinta-feira oficialmente o processo de renegociação do acordo de comércio livre que envolve o país, o Canadá e o México e que tem sido criticado pelo presidente norte-americano, Donald Trump.

As negociações sobre o acordo (NAFTA, North American Free Trade Agreement), assinado em 1994 e acusado de ter prejudicado o setor industrial dos Estados Unidos, vão começar a 16 de agosto, declarou o novo representante especial do comércio externo norte-americano, Robert Lighthizer, em comunicado.

A administração Trump informou o Congresso da sua intenção de renegociar o acordo e após um período de 90 dias, as conversações com o México e o Canadá podem ter início.

"Hoje, o presidente Trump cumpriu uma das suas principais promessas feitas ao povo norte-americano", disse Lighthizer.

"Durante anos, os políticos defenderam uma renegociação do acordo mas o presidente Trump é o primeiro a respeitar o seu compromisso", acrescentou.

A administração Trump diz que quer obter rapidamente resultados "significativos" para os consumidores, empresas e agricultores norte-americanos, refere o comunicado.

Donald Trump tem afirmado que o tratado, assinado pelo presidente Bill Clinton, é "o pior acordo comercial" firmado pelos Estados Unidos e ameaçou que o país poderia pura e simplesmente retirar-se dele.

O acordo também tem sido criticado pelos sindicatos, que dizem ter acelerado a deslocalização de empregos dos Estados Unidos para o México onde os salários são mais baratos.

Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11