sicnot

Perfil

Economia

Dívida colocada por Angola aumenta mais de 20% na 1ª semana de junho

Ed Cropley/ Reuters

A dívida pública colocada semanalmente por Angola atingiu no início de junho os 61,3 mil milhões de kwanzas (328 milhões de euros), mais 21,6% face à semana anterior, elevando o total deste ano a 4.100 milhões de euros.

Segundo dados compilados hoje pela Lusa, com base no relatório semanal sobre a evolução dos mercados monetário e cambial do Banco Nacional de Angola (BNA), o banco central colocou no mercado primário, entre 05 e 09 de junho, um total de 44,5 mil milhões de kwanzas (238,2 milhões de euros) em Bilhetes do Tesouro (BT) e 5,6 mil milhões de kwanzas (29,9 milhões de euros) em Obrigações do Tesouro indexadas à taxa de câmbio.


As taxas de juro médias pela emissão de BT pelo BNA, em representação do Estado angolano, oscilaram entre os 16,13% na maturidade a 91 dias e os 23,90% no prazo de 364 dias, praticamente inalteradas desde março, enquanto as OT emitidas vão pagar taxa de juro nominais entre 7,0% a 7,75% ao ano, respetivamente nas maturidades de três a quatro anos.


Esta foi a 17.ª emissão semanal de dívida pública de 2017 e no segmento de venda direta de Títulos do Tesouro ao público em geral foram ainda colocados 11,2 mil milhões de kwanzas (59,9 milhões de euros) em dívida pública.


Desde o início da emissão de dívida em 2017, que só arrancou na segunda quinzena de fevereiro, Angola já colocou 778 mil milhões de kwanzas (4.165 milhões de euros) em bilhetes e obrigações do Tesouro.


Angola vive desde finais de 2014 uma crise financeira e económica e no Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2017 as receitas fiscais só deverão cobrir 49,6% das necessidades totais, acrescido das receitas patrimoniais, com 6,7%, de acordo com o mesmo documento.


As receitas provenientes do endividamento público deverão atingir um peso de 43,6% do valor global inscrito no Orçamento, chegando a 3,224 biliões de kwanzas (17,4 mil milhões de euros).


Além de contrair nova despesa pública, no mercado interno e externo, o OGE de 2017 prevê 2,338 biliões de kwanzas (12,6 mil milhões de euros) para o serviço da dívida este ano.


Nas contas do Governo, está inscrito um défice orçamental de 5,8% do Produto Interno Bruto em 2017, no valor de 1,139 biliões de kwanzas (6,1 mil milhões de euros).

Lusa

  • Depois do Fogo
    0:25

    Reportagem Especial

    Uma semana depois do incêndio de Pedrogão Grande são muitas as histórias de perda e de sobrevivência, mas também de solidariedade de pessoas anónimas, que não dormiram durante dias a fio, para apoiar na logística do difícil combate ao incêndio florestal mais mortífero de que há memória. Depois do Fogo, hoje no Jornal da Noite.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.