sicnot

Perfil

Economia

Endividamento das empresas do Estado cai 560 M€

O endividamento das empresas públicas desceu 560 milhões de euros, no terceiro trimestre do ano passado. Os números constam do Boletim Informativo do Setor Empresarial do Estado que mostram que o endividamento das empresas públicas continua acima dos orçamentos em cerca de 3,2 mil milhões de euros.

Um desvio justificado sobreturo, pelos números da Infraestruturas de Portugal que gastaram mais três mil milhões do que o previsto.

Por outro lado, o setor dos transportes e armazenagem teve o contributo mais relevante em matéria de redução global do endividamento das empresas públicas, num boletim que revela que das 67 entidades estatais, só 27 têm dívidas.

Na última quarta-feira, 5 de julho, Bruxelas terminou a 6ª missão pós-programa a Portugal e considerou que a situação económica e financeira do país, "a curto prazo, melhorou", mas alerta para que, para o médio prazo, "são essenciais reformas ambiciosas".

O alto endividamento público, de 130% do Produto Interno Bruto (PIB), preocupa os técnicos, que exigem "uma clara estratégia de consolidação a médio prazo com base na despesa" e que defendem que "há margem para aumentar a eficiência da despesa pública, em Portugal, por exemplo, através da intensificação de esforços destinados a alargar o processo de revisão da despesa de forma a cobrir uma parte significativa da despesa das administrações públicas em várias políticas".

Com Lusa

  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Jogo entre FC Porto e Mónaco, reencontro de jogadores e técnicos
    1:18
  • Explosão do vulcão Agung é certa, mas é impossível saber quando
    1:24