sicnot

Perfil

Economia

Altice anuncia oferta de 440 milhões pela Media Capital

Philippe Wojazer

O grupo Altice chegou a acordo com a Prisa para a compra da Media Capital, que detém a TVI e a Rádio Comercial. O anúncio formal do negócio é feito hoje, mas a empresa francesa que comprou a Meo há dois anos precisa do aval do Estado para concluir a compra.

Última atualização às 8:32

De acordo com uma nota da Altice enviada à Lusa, a compra da Media Capital, por 440 milhões de euros, faz parte da estratégia global do grupo, que se manifesta disposto a oferecer mais conteúdos aos consumidores, apostando em produções e formatos locais.

"A integridade e independência editorial da Media Capital servirá de princípio norteador para os negócios de média da Altice", refere a nota.

Num comunicado enviado à Comissão de Mercados e Valores Mobiliários (CMVM), a Meo, detida pela Altice, explica que o objeto da Oferta Pública de Aquisição (OPA) é constituído pela totalidade das 84.513.180 ações, com o valor nominal de 1,06 euros.

A Meo explica, ainda no comunicado, que a decisão surgiu "na sequência da celebração, no dia 13 de julho de 2017, após o encerramento do mercado em Portugal, de um contrato de compra e venda de ações com a Promotora de Informaciones, S.A. ("PRISA"), para a aquisição de ações representativas de 100% do capital social da Vertix, SGPS, S.A. ("Vertix"), que é titular de ações representativas de 94,69% dos direitos de voto do Grupo Media Capital, SGPS, S.A".

Entretanto, a Altice marcou para as 11:00 de hoje, em Lisboa, uma conferência de imprensa.

O grupo francês, que comprou a Meo há dois anos, precisa do aval do estado para concluir a compra. Uma intenção que surge no momento em que o primeiro-ministro António Costa criticou a estratégia da Altice, no Parlamento, acusando a empresa de telecomunicações de prestar pior serviço que as concorrentes e mostrando-se preocupado com o eventual desmembramento da antiga PT.

No início de junho, a Blomberg avançou que o grupo espanhol estaria em negociações com a Altice para a venda da TVI, o que levou a um pedido de esclarecimentos por parte da CMVM.

No passado dia 25 de junho, a Altice confirmou à CMVM que tinha iniciado "interlocuções exploratórias" para a eventual compra da participação do grupo espanhol Prisa na Media Capital, dona da TVI. Também no final de junho, na assembleia geral de acionistas, o presidente do Conselho de Administração da Prisa, Juan Luis Cebrián, já tinha falado da necessidade da empresa de "redução do seu perímetro", numa alusão à venda de ativos.

Com Lusa