sicnot

Perfil

Economia

Peña Nieto aponta Marcelo como um dos promotores da recuperação económica  

O Presidente mexicano apontou o chefe de Estado português como "um dos principais promotores da recuperação económica de Portugal" e considerou que a sua visita de Estado ao México "dá um impulso renovado" às relações bilaterais.

Numa intervenção no Palácio Nacional, na Cidade do México, onde hoje recebeu Marcelo Rebelo de Sousa, Enrique Peña Nieto expressou "grande respeito e enorme afeto" pelo Presidente português, a quem se dirigiu como "grande amigo do México"."Senhor Presidente, reconhecemos em si um dos principais promotores da recuperação económica de Portugal, depois a crise que o mundo viveu nos anos 2008, 2009", afirmou o chefe de Estado e de Governo do México, com Marcelo Rebelo de Sousa ao seu lado.

Peña Nieto considerou que esta visita de Marcelo Rebelo de Sousa "é particularmente significativa", por ser a primeira visita de Estado de um Presidente de Portugal ao México desde há 18 anos e "dá um impulso renovado" às relações entre os dois países.

"A sua visita representa um ponto culminante na relação que os nossos países desenvolveram nos últimos anos. Destaco a visita oficial ao México do então primeiro-ministro Pedro Passos [Notes:Coelho] em outubro de 2013, assim como a memorável visita de Estado que realizei a Portugal em junho de 2014", acrescentou.

Peña Nieto descreveu a sua reunião com o Presidente português como "muito produtiva" e disse que os dois países estão empenhados em "trabalhar conjuntamente para impulsionar as trocas comerciais" bilaterais ainda mais."Concordámos que é um bom momento para aproveitar novas áreas de oportunidade", prosseguiu, referindo que "o México é já é o segundo parceiro de Portugal na América Latina".

O Presidente do México saudou a delegação empresarial que acompanha a visita de Marcelo Rebelo de Sousa, composta por cerca de 40 empresas, e destacou o investimento português no México nos últimos anos."O México converteu-se num dos destinos prioritários das empresas portuguesas na América Latina.

Hoje, mais de 160 empresas portuguesas participam em setores como o energético, o tecnológico ou a construção, assim como as indústrias aeroespacial e automóvel", realçou.Segundo Peña Nieto, Portugal e México pretendem também "promover o turismo recíproco" e "fomentar a cooperação em ciência e tecnologia, assim como os intercâmbios educativos e culturais".

"Dá-me muito gosto que no próximo ano Portugal seja país o convidado da Feira Internacional do Livro de Guadalajara, a maior da Ibero-América", mencionou. No final da sua intervenção, Peña Nieto referiu que Marcelo Rebelo de Sousa nunca antes tinha visitado o México e convidou-o a "regressar num futuro próximo".

Lusa

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC