sicnot

Perfil

Economia

Portugal recebeu mais de 18 milhões de turistas em 2016

Rafael Marchante

Portugal recebeu em 2016 mais de 18 milhões de turistas e 10,1 milhões de visitantes que não dormiram no país, revela um inquérito do Instituto nacional de Estatística (INE) nas principais fronteiras aéreas, rodoviárias e marítimas.

Espanhóis, ingleses, franceses e alemães voltaram a ser os que mais visitaram o país e, do total de entradas, o INE destaca 4,7 milhões residentes em Espanha (25,6% do total), 3,1 milhões no Reino Unido (17,2%), 2,7 milhões em França (14,7%) e 1,6 milhões na Alemanha (8,5%).

As entradas de turistas residentes em Espanha concentraram-se no transporte rodoviário (85,8% do total), tendo esta via sido a escolhida no caso de 18,5% das entradas dos turistas vindos de França e 13,8% da Suíça.

As entradas de turistas provenientes da Suíça representaram 4% do total e a dos Países Baixos 3,8%.

No caso das entradas apenas por via aérea, a quota dos residentes no Reino Unido subiu para 23,1% do total, seguindo-se França (16,4%) e Alemanha (11,2%).

Quanto aos excursionistas, isto é, turistas que entraram no país sem passar nenhuma noite, Espanha foi o responsável por 74% das entradas, num total de 7,5 milhões de entradas, seguindo-se o Reino Unido, com 9%, e França, com 5,2%.

O INE conclui ainda, do inquérito, que as fronteiras aéreas foram usadas em 73,1% das entradas de turistas e 1,6% das de excursionistas.

Por estrada registaram-se 26,8% das entradas de turistas e 88,8% das de excursionistas, enquanto a via marítima (navios de cruzeiro) foi usada para a entrada de cerca de um milhão de excursionistas, ou 9,7% do total.

O INE conclui também que 70,3% das entradas de turistas não residentes foram motivadas por lazer, recreio ou férias, 19,9% para visitar familiares e amigos, enquanto os motivos profissionais foram responsáveis por 7,7% das entradas.

Os emigrantes portugueses também estão em destaque no inquérito: "A ascendência portuguesa foi uma característica identificada em 23,4% das entradas de turistas em Portugal, atingindo expressão acentuada no caso da Suíça (69,2%), de França (44,6%), do Brasil (34,5%) e do resto do mundo (40,8%)", lê-se no documento.

Mas no caso entradas de turistas da Irlanda (5,2%) e da Itália (6,3%), a ascendência pesou apenas 5,2% e 6,3%, respetivamente.

Lusa

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Admirável mundo novo
    16:17