Economia

Bruxelas dá mais 49,1 milhões de euros a Portugal para reconstrução após incêndios

Armando Franca

Susana Frexes

Susana Frexes

Correspondente SIC em Bruxelas

Ao que a SIC apurou, a Comissão Europeia já fez a análise detalhada aos prejuízos dos incêndios trágicos que atingiram o país entre junho e outubro do ano passado e deverá agora anunciar a proposta de um montante de ajuda, que será depois aprovado pelo Conselho e pelo Parlamento Europeu. Bruxelas deverá atribuir a Portugal um total de 50,6 milhões de euros.

O executivo comunitário tinha já feito um adiantamento inicial de 1,5 milhões de euros em novembro. Vai agora propor mais 49,1 milhões do Fundo de Solidariedade da UE, para apoiar os esforços reconstrução após os incêndios do verão passado.

O montante deverá contribuir para restabelecer infraestruturas e serviços públicos que foram danificados pelos fogos florestais. E ainda para cobrir custos da ajuda de emergência e operações de limpeza.

O Fundo de Solidariedade da União Europeia foi criado na sequência das cheias que atingiram a Europa Central no verão de 2002, como forma de expressão da solidariedade europeia para com as populações afetadas por catástrofes naturais.

Portugal acionou o Fundo pela primeira vez em 2003, também na sequência de fogos florestais. Na altura recebeu 48,5 milhões de euros. As cheias de 2010 na Madeira e os fogos que atingiram a ilha em 2016 voltaram a mobilizar dinheiro para o país - 31,3 milhões e 3,9 milhões respetivamente.

  • Volta ao Mundo em Arroios
    18:46

    Reportagem Especial

    Tem mais de 90 nacionalidades diferentes. Os censos de 2011 da freguesia de Arroios, em Lisboa, registavam 4.500 estrangeiros mas nos últimos anos o número terá duplicado. É a freguesia mais multicultural do país, onde a diferença é a principal riqueza.

  • Anticiclone dos Açores afasta o verão de Portugal
    1:46

    País

    O verão vai continuar ameno em Portugal e, no início da próxima semana, as temperaturas máximas vão mesmo descer. Um cenário bem diferente do do norte da Europa, onde são as ondas de calor que estão a preocupar as autoridades. 

  • Ryanair prevê cancelamento de 50 voos diários em Portugal
    2:10

    Economia

    A Ryanair vai cancelar até 50 voos em Portugal durante os dois dias de greve, na próxima semana. A companhia irlandesa garante que já contactou 90% dos clientes com viagens marcadas de e para o país, que podem agora pedir o reembolso ou reagendar os voos.

  • Sócrates defende Pinho e critica Parlamento

    País

    José Sócrates saiu em defesa do seu antigo ministro da Economia, Manuel Pinho. Num artigo de opinião publicado no Expresso, o ex-primeiro-ministro aponta o dedo ao presidente do PSD e ao líder parlamentar do PS.

  • PP espanhol elege o líder mais jovem de sempre

    Mundo

    O novo presidente do Partido Popular (PP) espanhol, Pablo Casado, com 37 anos, é o líder mais jovem que este partido já teve na sua curta história, sendo visto por muitos como defensor da ala mais conservadora e tradicional.