sicnot

Perfil

Economia

Bruxelas dá mais 49,1 milhões de euros a Portugal para reconstrução após incêndios

Armando Franca

Susana Frexes

Susana Frexes

Correspondente SIC em Bruxelas

Ao que a SIC apurou, a Comissão Europeia já fez a análise detalhada aos prejuízos dos incêndios trágicos que atingiram o país entre junho e outubro do ano passado e deverá agora anunciar a proposta de um montante de ajuda, que será depois aprovado pelo Conselho e pelo Parlamento Europeu. Bruxelas deverá atribuir a Portugal um total de 50,6 milhões de euros.

O executivo comunitário tinha já feito um adiantamento inicial de 1,5 milhões de euros em novembro. Vai agora propor mais 49,1 milhões do Fundo de Solidariedade da UE, para apoiar os esforços reconstrução após os incêndios do verão passado.

O montante deverá contribuir para restabelecer infraestruturas e serviços públicos que foram danificados pelos fogos florestais. E ainda para cobrir custos da ajuda de emergência e operações de limpeza.

O Fundo de Solidariedade da União Europeia foi criado na sequência das cheias que atingiram a Europa Central no verão de 2002, como forma de expressão da solidariedade europeia para com as populações afetadas por catástrofes naturais.

Portugal acionou o Fundo pela primeira vez em 2003, também na sequência de fogos florestais. Na altura recebeu 48,5 milhões de euros. As cheias de 2010 na Madeira e os fogos que atingiram a ilha em 2016 voltaram a mobilizar dinheiro para o país - 31,3 milhões e 3,9 milhões respetivamente.