sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores da EMEF iniciam hoje semana de luta

Manuel Almeida

Os trabalhadores da EMEF, a Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário iniciam esta segunda-feira uma semana de luta, que inclui greves, manifestações e plenários em vários pontos do país.

"Esta semana de luta tem como objetivo a defesa de aumentos salariais, a resolução das situações de precariedade e a contestação da possibilidade de desmembramento da empresa", afirmou à agência Lusa José Manuel Oliveira, coordenador da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (FECTRANS).

A EMEF é uma empresa pública, detida a 100% pela CP - Comboios de Portugal, que emprega cerca de 1.000 trabalhadores, que asseguram a manutenção do material circulante (comboios).

Em janeiro, a FECTRANS divulgou a intenção da CP de manter a EMEF a trabalhar apenas para a CP e de criar dois Agrupamentos Complementar de Empresas (ACE), um para a reparação do material do Metro do Porto e o outro para a reparação de material circulante de mercadorias.

A FECTRANS considera que a criação dos ACE abre a "porta à entrada de privados em dois setores importantes da EMEF".

Lusa

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57