Economia

Lloyds vai fechar 49 balcões no Reino Unido e eliminar 1.230 postos de trabalho

Suzanne Plunkett

O Lloyds Banking Group informou esta terça-feira que vai fechar 49 balcões no Reino Unido e eliminar 1.230 postos de trabalho.

O banco inglês explicou em comunicado que espera "redistribuir" todos os colaboradores envolvidos no fecho de quase meia centena de balcões "sempre que seja possível".

O grupo garantiu que simultaneamente está a criar 925 empregos noutras áreas de negócio, pelo que, insistiu, a saída total de trabalhadores "será de 305".

Um porta-voz do Lloyds disse que esta ação se deve "ao aumento dos canais móveis e digitais" e às necessidades dos clientes no seu "dia a dia".

"Esta iniciativa surge como consequência de o número de clientes que visita os nossos balcões se ter reduzido nos últimos anos", disse a mesma fonte à agência espanhola EFE.

O Lloyds Banking Group obteve um lucro de 3.547 milhões de libras (4.022 milhões de euros) em 2017, mais 41% face ao ano anterior, depois de ter melhorado o serviço aos clientes, segundo informou a instituição em fevereiro de 2017.

O presidente executivo do Lloyds, António Horta-Osório, disse que 2017 foi "um ano importante para a instituição", já que em maio o Governo britânico concluiu a venda das ações que o Estado detinha no grupo financeiro, o que permitiu que este voltasse a ser propriedade privada.

Lusa

  • "Sou assim, genuíno e frontal". O resumo da entrevista de Bruno de Carvalho à SIC Notícias
    3:47
  • Terá mesmo valido a pena tomar óleo de fígado de bacalhau na infância?

    Mundo

    Os suplementos de ómega 3 não trazem grandes benefícios na prevenção de enfartes, acidente vascular cerebral (AVC) ou morte prematura, concluiu um estudo a pedido da Organização Mundial de Saúde (OMS). A geração que foi obrigada pelos pais a tomar óleo de fígado de bacalhau não está assim muito mais protegida destas doenças que as outras.

  • Rádio Escuta dá voz aos imigrantes que vivem em Lisboa
    4:02
  • Centenas de pessoas no funeral de João Semedo
    2:22
  • Quem é a nova líder da Sonae?
    2:16

    Economia

    Aos 49 anos, a filha mais nova de Belmiro de Azevedo é a nova líder do grupo Sonae. Quem a conhece diz que Cláudia Azevedo herdou o feitio do pai. Também não gosta de ouvir "não" e tem bom humor.