Economia

Ministro das Finanças admite revisão salarial na função pública em 2019

Ministro das Finanças admite revisão salarial na função pública em 2019

O ministro das Finanças admite aumentar os salários da função pública no próximo ano. Mário Centeno tem evitado falar do assunto, mas esta manhã, em entrevista à rádio TSF, não fechou a porta a uma revisão salarial. O ministro garante mesmo que, nesta matéria, nunca disse "nunca".

  • Centeno lembra que nunca disse "nunca" aos aumentos na função pública em 2019
    0:50

    Economia

    Mário Centeno deixa a porta entreaberta à possibilidade de aumentos na função pública ao afirmar que nunca usou a palavra "Nunca". Em entrevista à TSF, o ministro das Finanças lembra, no entanto, que independentemente de haver ou não aumentos reais nos ordenados, o descongelamento das carreiras vai prosseguir e que só isso já vai representar uma subida nos rendimentos dos trabalhadores do Estado.

  • Último aumento dos salários na função pública foi em 2009
    1:48

    Economia

    O último aumento dos salários na função pública foi em 2009. Desde então os trabalhadores do Estado já terão perdido cerca de 12 por cento do rendimento, como explica José Abraão, secretário-geral da FESAP - Federação dos Sindicatos da Administração Pública e de Entidades com Fins Públicos.

  • "Todas as partes saem a ganhar" com aumento dos salários da função pública
    1:59

    Opinião

    Depois do ministro das Finanças ter descartado qualquer hipótese de aumento de salários na função pública no próximo ano, o primeiro-ministro deixa agora a porta entreaberta para negociar subidas. Miguel Sousa Tavares acredita que os "funcionários públicos podem estar tranquilos que lá terão o seu aumento previsto" em 2019, um ano de eleições. Para o comentador da SIC, "todas as partes saem a ganhar".

  • O recuo do Governo após as críticas da esquerda?
    2:24

    Economia

    António Costa admite negociar aumentos salariais para a função pública no próximo ano. Depois de Mário Centeno ter rejeitado subidas em 2019, agora é o primeiro-ministro que deixa a porta entreaberta. A confirmar-se, será um recuo depois das críticas da oposição.

  • Costa admite possibilidade de aumentos na função pública em 2019
    2:26

    Economia

    António Costa admitiu hoje a possibilidade de os funcionários públicos serem aumentados no próximo ano, possibilidade que tem vindo a ser recusada pelo Governo. Quem deu o mote à discussão deste tema foi Rui Rio, que disse não compreender como se tem gasto tanto dinheiro na banca, sem margem para aumentos na função pública. Dias antes, o ministro das Finanças não tinha referido aumentos na função pública nas contas que apresentou sobre o Programa de Estabilidade para o período até 2022.

  • "O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro" - capítulo 4: Os maratonistas
    33:52
  • O verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo das pistolas
    0:50

    Assalto em Tancos

    O general Leonel de Carvalho associa o roubo em Tancos ao desaparecimento de 57 armas da PSP de Lisboa, em fevereiro do ano passado. O antigo secretário geral do Gabinete coordenador de Segurança considera ainda que o verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo dessas pistolas e não no alegado desaparecimento de algumas granadas e outro material explosivo de pouca capacidade.

  • "Aquilo parecia um filme de terror"
    1:40

    Crise no Sporting

    Jorge Jesus abordou os incidentes de Alcochete pela primeira vez. Em entrevista à Bola TV, o treinador português, agora no Al Hilal da Arábia Saudita, falou do medo que viveu naqueles momentos. Jorge Jesus disse também que não fecha a porta a nenhum clube em Portugal.

  • Benfica promete queixa-crime contra quem divulgou contratos de Castillo e Ferreyra
    1:26

    Desporto

    Um blog divulgou na internet os valores dos contratos de dois dos reforços do Benfica, Castillo e Ferreyra. O clube da Luz promete agir judicialmente contra quem divulgou estas informações. A SIC sabe que devido à gravidade dos factos a Liga de Clubes está a considerar suspender os funcionários da instituição até que este caso seja esclarecido.

  • Santana diz que a concorrência é livre
    0:52
  • Donald Trump envolvido em mais uma polémica
    1:49
  • 20 quilómetros até ao trabalho valeu um carro

    Mundo

    Quando o carro de Walter Carr deixou de funcionar um dia antes do primeiro dia de trabalho numa empresa de mudanças, ele não desistiu nem ligou a dizer que ia faltar. Saiu de casa à meia-noite e fez mais de 20 quilómetros a pé para chegar a horas. No final recebeu uma recompensa.

    SIC