Economia

Deputados debatem propostas sobre sigilo bancário

Os deputados debatem hoje várias iniciativas sobre sigilo bancário, uma proposta do Governo para permitir ao fisco conhecer as contas com saldo superior a 50 mil euros e projetos do BE e do PCP sobre grandes devedores da banca.

Caso a proposta de Governo venha a ser aprovada, os bancos terão de reportar as contas bancárias de portugueses que tinham saldo superior a 50 mil euros no final de cada ano.

O primeiro reporte será em junho de 2019 referente a fim de 2018.

A troca de informações entre os bancos e o Fisco também é alvo de um projeto do Bloco de Esquerda, que será hoje debatido.

O debate em plenário hoje será ainda animado por outros projetos relacionados com os grandes devedores dos bancos.

Também do Bloco de Esquerda é debatida a proposta para que o Banco de Portugal publique anualmente os grandes devedores dos bancos, a elaboração pelo banco central de um relatório extraordinário sobre os grandes devedores que levaram a prejuízos nas instituições ajudados pelo Estado e o reforço dos poderes das comissões parlamentares de inquérito no acesso a informações de entidades ajudadas pelo Estado ou alvo de medidas resolução.

Do PCP será discutido um projeto para a criação de uma unidade técnica para a recuperação dos créditos em incumprimento no BES, BPN e Banif, que levaram a perdas públicas, e outro projeto para que o Banco de Portugal divulgue anualmente ao parlamento créditos em incumprimento acima de dois milhões de euros.

Lusa

  • "A bebedeira passa, o resto não!"
    2:48

    País

    O INEM socorreu mais de mil menores em coma alcoólico, no ano passado. Por isso, os adolescentes são o alvo da campanha lançada esta sexta-feira pelo Governo: "A bebedeira passa, o resto não!"

  • Sabe que pode estar a pagar 100€ a mais na fatura do gás?
    2:29

    Economia

    A maior parte das empresas fornecedoras de gás continua a cobrar aos clientes a taxa de ocupação do subsolo ao clientes, apesar da lei dizer que deve ser paga pelas empresas desde janeiro de 2017. Cada Câmara Municipal cobra o que entende e há autarquias que não cobram nada. Em alguns casos podemos estar a falar de mais de 8 euros por mês, ou seja, mais de 100 euros por ano.

  • As técnicas e o currículo polémico do Dr. Bumbum
    2:10

    Mundo

    Uma mulher morreu após uma operação aos glúteos, feita na casa de um cirurgião plástico conhecido no Brasil por Dr. Bumbum. Depois de quatro dias em fuga, o homem entregou-se às autoridades. O médico operava as mulheres em casa e no currículo tem um curso que não acabou e pós-graduações que não são reconhecidas.

  • Ir ao Douro e à Nazaré
    25:57
  • O convite que causou surpresa até na Casa Branca
    2:33