sicnot

Perfil

Amália Rodrigues

Álbum "Amália canta Portugal" com material inédito é lançado na próxima semana

O álbum de Amália Rodrigues "Amália canta Portugal", com material inédito, vai ser lançado na próxima sexta-feira, dia 16, na sequência da edição crítica da obra da fadista, iniciada com "Amália no Chiado", em novembro de 2014.

Contactado pela agência Lusa, Frederico Santiago, coordenador da edição discográfica, indicou que o CD reúne o trabalho de Amália no folclore, um dos géneros que a fadista também interpretou, em canções como "Malhão", que ficaram muito conhecidas do público.

O álbum segue a edição discográfica 'remasterizada' e com inéditos retirados do arquivo da editora Valentim de Carvalho, que também já lançou "Fado Português", "Tivoli" e "Someday".

"Amália canta Portugal" reúne todo o folclore que Amália cantou, incluindo temas de Zeca Afonso, e versões nunca antes editadas, nomeadamente de "Verde Limão" e a canção tradicional algarvia "Tia Anica de Loulé".

Frederico Santiago está a desenvolver um trabalho de investigação e edição crítica da obra de Amália Rodrigues, com base nos arquivos da Valentim de Carvalho.

"Vai continuar, porque o nosso objetivo é editar a integral da Amália, e tem de ser por etapas, porque há imenso material inédito, entre ele versões que cantou e nunca foram editadas", apontou.

Sobre a obra dedicada ao folclore, Frederico Santiago comentou que as pessoas "confundem a Amália só com o fado e ela interpretou todo o tipo de canções".

"Amália era uma voz única, uma intérprete de alto nível e uma pessoa muito inteligente. Tinha uma maneira de cantar muito original e natural que era só sua, e nunca se contentava com o que fazia. Queria experimentar mais", apontou o investigador.

Frederico Santiago recordou que a cantora inovou muito no fado, com o seu tipo de interpretação, por ter levado o fado a um palco pela primeira vez, e pela internacionalização da carreira, com apresentações de Paris a Londres e Nova Iorque.

"Ela impôs o fado no mundo, mas cantou outros géneros da mesma maneira extraordinária. Tinha uma voz sem limites", sublinhou.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.