sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Atlântico

Malásia admite que destroços em Moçambique podem ser do avião desaparecido

O ministro dos Transportes da Malásia admitiu hoje que existe uma "grande possibilidade" dos destroços encontrados na costa de Moçambique pertencerem a um Boeing 777, o mesmo modelo do voo MH370 da Malaysia Airlines desaparecido há dois anos.

© Olivia Harris / Reuters

"Com base nas informações preliminares, existe uma grande possibilidade dos destroços encontrados em Moçambique pertencerem a um Boeing 777", escreveu o ministro malaio, Liow Tiong Lai, na sua conta na rede social Twitter.

A estação norte-americana NBC noticiou hoje a descoberta de um destroço no banco de areia de Paluma, perto de Vilanculos, sul de Moçambique.

O canal, que citou investigadores norte-americanos, malaios e australianos que terão visto fotografias dos destroços, avançou com a possibilidade do objeto encontrado pertencer a um estabilizador horizontal da cauda de um Boeing 777, o mesmo modelo do voo da Malaysia Airlines que desapareceu a 08 de março de 2014 quando fazia a ligação entre Kuala Lumpur e Pequim, com 239 pessoas a bordo.

O ministro referiu que a Malásia está a trabalhar com a Austrália -- país responsável pela coordenação das buscas no oceano Índico onde se acredita que o avião caiu -- para recuperar os destroços e realizar um estudo mais profundo.

Liow Tiong Lai ressalvou que a origem dos destroços precisa "ainda de ser confirmada e verificada".

"Peço a todos que evitem especulações indevidas, já que não somos capazes de concluir, neste momento, que os destroços pertencem ao voo MH370", afirmou ainda o ministro dos Transportes malaio.

Em declarações à Lusa, o presidente do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC) de Moçambique, João Abreu, confirmou a descoberta de uma peça de avião, composta por um material chamado "honeycomb" (favo de mel) que é usado nas estruturas das aeronaves, mas disse ser "prematuro e especulativo" estabelecer uma relação com o Boeing 777.

"Nada prova que possa ser explícita ou implicitamente uma peça do [voo] MH370", declarou João Abreu, acrescentando que o objeto, de uns 30 centímetros de largura por 40 de altura, embora não simétrico, vai ser agora sujeito à análise dos peritos, dentro dos trâmites habituais nestes casos.

Esta descoberta ocorre a poucos dias do segundo aniversário do misterioso desaparecimento do avião.

O aparelho desviou-se da rota por razões desconhecidas quando fazia a ligação, durante um voo noturno, entre Kuala Lumpur e Pequim.

Os investigadores acreditam que o avião dirigiu-se para a zona sudeste do oceano Índico onde terá caído.

O local do acidente nunca foi identificado.

Em julho do ano passado, foi encontrada numa praia da ilha francesa da Reunião, no oceano Índico, uma peça com dois metros de comprimento, um fragmento de uma asa que os peritos determinaram posteriormente que pertencia ao voo MH370.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

    Em desenvolvimento

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.