sicnot

Perfil

Wikileaks

Fundador da WikiLeaks inicia quinto ano preso na embaixada do Equador

O fundador da WikiLeaks, Julian Assange, assinala hoje a entrada no quinto ano de reclusão na embaixada do Equador em Londres, onde se refugiou a 19 de junho de 2012, um aniversário marcado por manifestações de apoio em várias cidades.

© Peter Nicholls / Reuters

Patti Smith, Brian Eno, PJ Harvey, Noam Chomsky, Yanis Varoufakis, Ai Weiwei, Vivienne Westwood, Michael Moore ou Ken Loach planeiam demonstrar o seu apoio ao "ciber guerreiro" australiano de 44 anos com canções e discursos, previstos para várias cidades europeias, entre as quais Paris, Milão e Berlim.

Outros eventos estão previstos para durante a semana em Nova Iorque, Quito, Buenos Aires e Montevideu.

Julian Assange deverá dirigir-se aos seus apoiantes por vídeo a partir do seu pequeno quarto na embaixada do Equador.

Assange está refugiado há quatro anos neste edifício de tijolo vermelho, localizado na zona exclusiva de Knightsbridge, para escapar a uma extradição para a Suécia, onde está acusado de violação, que emitiu um mandado de detenção europeu.

O ex-hacker australiano, que nega a violação, recusa render-se àquele país com receio de ser extraditado para os Estados Unidos da América, onde poderá ser acusado pela publicação na WikiLeaks, em 2010, de 500 mil documentos classificados como secretos sobre o Iraque e o Afeganistão e 250 mil comunicações diplomáticas.

Lusa

  • Marcelo quer fazer mais e melhor
    0:48

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa quer fazer mais e melhor no segundo ano enquanto Presidente da República. Marcelo fez esta terça-feira um balanço do primeiro ano em Belém, dizendo que é preciso não perder o que se conseguiu em termos de recuperação económica mas que é preciso ser mais ambicioso.

  • "Andem lá com isso!"
    0:42
  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.