sicnot

Perfil

Especiais

Presidente do PS condena ato "miserável" contra a "humanidade"

O presidente do PS e líder parlamentar socialista, Carlos César, enviou hoje uma mensagem ao seu homólogo socialista francês, Bruno Le Roux, condenando os atentados contra "a civilização e humanidade" na sexta-feira à noite em Paris.

© Christian Hartmann / Reuters

"Este miserável ato de terrorismo contra a França é também um ato de violência intolerável contra os supremos valores que a todos nos identificam - os valores da liberdade, igualdade e fraternidade. É um atentado contra a civilização e a humanidade", escreveu o presidente do PS e líder do Grupo Parlamentar socialista.

Na sua missiva, Carlos César manifesta as suas "sentidas condolências" e a sua "mais profunda solidariedade ao povo francês neste momento terrível e dramático".

Vários ataques registados sexta-feira à noite, em Paris, já provocaram mais de uma centena de mortos, segundo fontes policiais.

O presidente francês, François Hollande, já anunciou o estado de emergência e o encerramento das fronteiras de França na sequência do que classificou de "ataques terroristas sem precedentes" no país.

Lusa

  • PSOE apresenta moção de censura contra Mariano Rajoy

    Mundo

    O PSOE apresenta hoje uma moção de censura contra o presidente do governo, Mariano Rajoy. A notícia está a ser avançada pelos meios de comunicação social espanhóis. Em causa está a condenação judicial de vários dirigentes do Partido Popular no caso de corrupção, conhecido como "Gurtel".

  • Assembleia-geral do Sporting marcada para 23 de junho
    2:57
  • Congresso do PS começa hoje na Batalha

    País

    O 22.º Congresso do PS começa hoje, na Batalha, distrito de Leiria, e durante o qual o secretário-geral, António Costa, deverá defender uma linha de continuidade estratégica, procurando, em simultâneo, projetar desafios estruturais que se colocam ao país.

  • Pelo menos 50 mortos em naufrágio na RD Congo

    Mundo

    Cinquenta corpos foram resgatados depois que um barco ter naufragado num rio no noroeste da República Democrática do Congo (RDCongo) na quarta-feira, de acordo com um relatório oficial entregue hoje à Agência France Presse (AFP).

  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC