sicnot

Perfil

Especiais

Sampaio da Nóvoa aponta sinais positivos de recuperação

O candidato presidencial Sampaio da Nóvoa considerou hoje que já existem sinais muito positivos de recuperação do "retrocesso grave dos últimos anos", mas advertiu que há ainda muitas dificuldades pela frente e "muito caminho a percorrer".

"Houve um retrocesso grave dos últimos anos e estamos agora a tentar recuperar desse retrocesso e a tentar repor Portugal no caminho certo do ponto de vista do que são as políticas, do que é a dignidade das pessoas, do que é uma política com futuro", afirmou Sampaio da Nóvoa, quando questionado se partilha do otimismo do primeiro-ministro, António Costa, que, num artigo de opinião publicado hoje, diz que o Orçamento do Estado para 2016 vai reverter o empobrecimento.

Contudo, acrescentou, apesar dos "sinais muito positivos" dados pelas medidas anunciadas pelo executivo socialista de António Costa e pela cultura de diálogo e compromisso que se está a instituir na sociedade e na política, Portugal tem ainda muitas dificuldades pela frente.

"Temos muito caminho a percorrer, mas sente-se que há um novo tempo que se está a abrir e espero que esse novo tempo se consolide também em sede das eleições presidenciais", sublinhou o candidato às eleições presidenciais de 24 de janeiro, que promete ser, "em todas as circunstâncias" um fator de estabilidade e segurança.

Interrogado se em nome da estabilidade irá, caso seja eleito, apoiar todas as medidas do Governo, Sampaio da Nóvoa advogou que um chefe de Estado tem de ter "um mapa de futuro na cabeça" e ser portador de causas e valores de futuro.

E, continuou, tem de ser capaz de interpretar esses valores com os portugueses, as forças sociais e políticas e ser, em cada momento, um elemento de promoção de um país capaz e que não desperdiça as pessoas, dando-lhes condições para desenvolver os seus projetos de vida.

Sampaio da Nóvoa, que falava aos jornalistas no final de uma visita ao "Complexo da Sagrada Família" da Santa Casa da Misericórdia da Amadora, na Buraca, no concelho da Amadora, recusou ainda incluir-se no grupo dos políticos que não conhecem o país real, referido pelo atual Presidente da República na mensagem de Ano Novo.

"O conhecimento que um professor tem do país é um conhecimento muito forte, porque conhece as pessoas concretas, estudantes, famílias, pais, contacta com eles todos os dias e está num lugar que é central para o futuro do país, que é o lugar de dar futuro a este país", disse, defendendo a necessidade de existir uma maior preparação do país.

Lusa

  • Rúben Lima nega crimes de corrupção no processo Cashball
    6:04

    Desporto

    Rúben Lima, um dos oito jogadores suspeitos de terem sido aliciados por intermediários ao serviço do Sporting para beneficiar o clube de Alvalade, nega todos os crimes investigados pela Polícia Judiciária. Numa entrevista exclusiva à SIC, o jogador do Moreirense garante que não conhece nenhum dos quatro arguidos detidos no âmbito do processo Cashball.

    Exclusivo SIC

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • Rui Rio alerta que violações do segredo de justiça ameaçam democracia
    2:16

    País

    Rui Rio diz que não pede demissões "a cada esquina" e prefere aguardar pelas respostas do ministro Adjunto Siza Vieira, sobre o alegado conflito de interesses com os acionistas chineses da EDP. O líder do PSD esteve esta terça-feira reunido com a direção nacional da Polícia Judiciária, onde defendeu que a violação do segredo de justiça é insustentável e ameaça o regime democrático.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.

  • A maior obra de reconversão urbana em Portugal 20 anos depois
    3:47