sicnot

Perfil

O caminho mais longo para o Alasca

O caminho mais longo para o Alasca

O caminho mais longo para o Alasca

A viagem

O caminho mais longo até ao Alaska

The Longest Way to Alaska é a viagem de três jovens portugueses. Estão juntos numa volta ao mundo e, sempre que possível, andam à boleia. Começaram em novembro, em Londres, e já passaram em 12 países. De Inglaterra ao Sri Lanka, de Myanmar ao Laos, sem esquecer a Austrália, a Nova Zelândia, os EUA e a Islândia. Têm vivido histórias surpreendentes com pessoas que, provavelmente, nunca voltarão a encontrar. Ou, quem sabe, talvez as encontrem do outro lado do mundo.

A decisão de viajarem à boleia não foi difícil. O objetivo é conhecer pessoas, chegar mais rapidamente aos destinos, ter histórias para contar e, claro, gastar pouco dinheiro para conseguir prolongar a viagem. "Na Austrália fizémos cerca de cinco mil quilómetros sem gastar um único dólar", conta João Pedro Carvalho. Já lhes ofereceram bilhetes de comboio e autocarro. Recusaram. Foi esta a forma que escolheram para viajar. É assim que vão continuar até ao regresso a Portugal que deverá acontecer no próximo verão, quem sabe.

Também com o objetivo de poupar dinheiro vão dormindo onde podem. Mosteiros em Myanmar, na rua ou em casa de alguém que lhes dê um espaço para pernoitar. Com eles levam um cartão com duas informações para quem lhes dá boleia. O nome da cidade para onde vão e o aviso de que não têm dinheiro.

Pelo caminho vão acumulando as histórias das centenas de pessoas com quem se cruzam em boleias que podem durar cinco minutos ou seis horas. Viagens que acontecem em carrinhas, ambulâncias, carros de polícia ou motas. Tiram fotos com cada pessoa que os ajuda para lembrarem aquilo a que chamam de "elo de confiança profundo que só tem a duração de uma boleia".

"Lidar com tantas histórias de vida traz-te uma enorme capacidade de adaptabilidade. Vês as pessoas de outra forma, não as julgas logo. Se encontras alguém com opiniões diferentes das tuas, tens que arranjar forma de defenderes o teu ponto de vista de modo a não pareceres mal educado pois corres o risco de ser deixado no meio do nada. Aprendes a adaptar-te a todas as situações. Essa acaba por ser a lição mais valiosa", conta Fernando Vaz que viaja à boleia pela segunda vez.

Conheça mais sobre cada um deles, o que procuram e o que encontram. Conheça as viagens, as experiências, os locais e as pessoas que vão conhecendo. Veja-os em fotos ou em vídeo. Têm algo para contar.

Conheça mais na página de Facebook: The Longest Way to Alaska

Bárbara Gonzalez Gomes

  • "Jantámos porco, arroz e sapos"

    O caminho mais longo para o Alasca

    Novembro de 2015. Fernando Vaz e João Pedro Carvalho partiram de Lisboa e Alex Bissell da Escócia. Encontraram-se em Londres. O primeiro destino dos três amigos era o Sri Lanka. A partir daí, seguiu-se a Tailândia, o Laos, Vietname, Cambodja e Myanmar. Em cada lugar, pelo menos uma história têm para contar. Uma das mais marcantes foi uma viagem pela selva do Laos. Andaram perdidos, eles e os guias. Choraram e riram. Acabaram a noite a dormir em folhas de bananeiras e a comer sapos.

  • Os viajantes

    O caminho mais longo para o Alasca

    Alex Bissell, João Pedro Carvalho e Fernando Vaz têm 22 anos e são amigos há mais uma década. Consideraram esta a altura certa para uma pausa antes da entrada no mercado de trabalho. Decidiram entrar juntos numa aventura: viajar pelo mundo à boleia. Os planos de viagem acabam por ser alterados, alguns desvios são feitos e, por vezes, separam-se. Porque se um quer fazer surf ou mergulho numa praia australiana, não há que impedir o outro de conhecer Myanmar ou a Ilha de Páscoa.

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.