sicnot

Perfil

Acidente aéreo na Colômbia

Acidente aéreo na Colômbia

Acidente aéreo na Colômbia

Sobrevivente da queda do avião incentiva plantel na apresentação da Chapecoense

Sirli Freitas / Chapecoense HANDOUT

A Chapecoense realizou esta sexta-feira a sua apresentação oficial para a próxima temporada, contando com a presença do futebolista Hélio Neto, um dos seis sobreviventes do acidente aéreo que matou 71 pessoas a 28 de novembro.

De muletas, Neto participou na apresentação do plantel, formado por alguns dos jogadores que não viajaram para Medellín (Colômbia), onde o clube brasileiro iria disputar a primeira mão da final da Taça Sul-americana com os colombianos do Atlético Nacional, vários futebolistas da filial promovidos à equipa principal e os cinco novos reforços já apresentados.

Em conferência de imprensa, o defesa assumiu que voltar à Chapecoense lhe dá forças para não "afundar-se numa depressão", depois do trágico acidente em que morreram a maioria dos seus companheiros de equipa.

"Primeiro, preciso recuperar a minha saúde e a minha mente também. Estar aqui [na Chapecoense] é o que me dá força. Ou melhoro e represento esses colegas da forma que eram ou vou afundar-me numa depressão", explicou Neto.

O jogador admitiu que ainda "depende de toda a gente", mas que notou uma evolução desde que "acordou na Colômbia e não reconhecia ninguém".

Numa foto divulgada pelo clube, Neto aparece a falar com os jogadores que subiram à equipa principal.

O diretor executivo do clube catarinense, Rui Costa, discursou perante o plantel, incentivando os futebolistas a "honrar os legados que foram deixados" pelas vítimas.

"Este grupo está à disposição dos nossos adeptos para que possam voltar a ter esse prazer, alegria e esperança de voltar a ver a Chapecoense entre os melhores", acrescentou.

A 28 de novembro, a queda do avião da companhia boliviana Lamia perto de Medellín (Colômbia) causou a morte a 71 das 77 pessoas que seguiam a bordo, incluindo a maioria dos jogadores da Chapecoense e dirigentes e jornalistas que acompanhavam a equipa de brasileira, que se preparava para disputar a primeira mão da final da Taça Sul-americana com os colombianos do Atlético Nacional.

Lusa

  • Primeiro-ministro agradece sacrifícios dos portugueses
    0:46

    Economia

    O primeiro-ministro diz que os números do INE em relação ao défice de 2016 são prova de que havia uma alternativa e deixou uma palavra de agradecimento aos portugueses. As declarações de António Costa foram feiras aos jornalistas em Roma, onde se encontra para assinalar no sábado os 60 anos da União Europeia.

  • Jerónimo diz que UE vai continuar a causar constrangimentos a Portugal
    0:35

    Economia

    Esta sexta-feira na inauguração de uma exposição em Almada que denuncia a precariedade dos postos de trabalho, Jerónimo de Sousa falou sobre o défice de 2016. Para o secretário-geral do PCP, apesar do Governo ter ido além do exigido por Bruxelas, a União Europeia vai continuar a impedir Portugal de crescer.

  • Enfermeiros desconvocam greve

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) desconvocou esta sexta-feira a greve geral nacional marcada para quinta e sexta-feira da próxima semana, anunciou o presidente da estrutura, justificando com os compromissos assumidos pelo Ministério da Saúde.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33

    País

    O Comissário Europeu da Saúde defende uma proibição total do consumo de tabaco no espaço público. Esta e outras medidas foram defendidas, ontem, na Conferência Tabaco e Saúde da Liga Portuguesa Contra o Cancro. 

  • Visitar o Titanic vai custar 97 mil euros por pessoa

    Mundo

    Uma viagem a bordo do Titanic em 1912 era considerada uma viagem de luxo. Mais de 100 anos depois, continua a ser um luxo visitar o Titanic. Em 2018, vai ser possível conhecer os restos daquele que em tempos foi o maior navio do mundo. Contudo, nem todos vão poder fazê-lo, pois a viagem irá custar cerca de 97 mil euros por pessoa.