Acidente na Caparica

Motor da avioneta que matou duas pessoas na praia parou quatro minutos após descolar

O motor da avioneta que aterrou de emergência numa praia da Costa de Caparica, em Almada, provocando dois mortos, parou quatro minutos após a descolagem, momento em que a aeronave "foi atingida por uma corrente ascendente muito forte".

A descrição consta de uma nota informativa do acidente do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF), a que a agência Lusa teve hoje acesso, a qual acrescenta que o instrutor "efetuou várias tentativas de arranque do motor" até à aterragem de emergência, mas "sem sucesso".


O Cessna 152 descolou do Aeródromo Municipal de Cascais às 15:42 de 02 de agosto, com destino a Évora, para realizar um voo de treino de navegação por instrumentos. A bordo seguiam o instrutor, de 56 anos, e um aluno.


"Às 15:46, durante o cruzamento do Rio Tejo, a aeronave foi atingida por uma corrente [de ar] ascendente muito forte. Nesse momento o motor falhou e parou de funcionar. O instrutor efetuou várias tentativas de arranque do motor e ao mesmo tempo assumiu a operação da aeronave, reduzindo a velocidade para uma perda de energia potencial baixa e tentou alcançar algum ponto possível para uma aterragem de emergência", refere o GPIAAF.


A nota informativa conta que, "mantendo a velocidade e a razão de descida constante, o instrutor conseguiu voar a aeronave para uma aterragem de emergência na faixa de areia da praia de São João, que, no momento, estava repleta de banhistas".


"A aeronave aproximou-se silenciosamente e a tripulação, por meio de acionamento das luzes, procurou chamar a atenção das pessoas na praia. O instrutor até à aterragem de emergência, tentou arrancar o motor sem sucesso", sublinha a nota informativa do GPIAAF.
No momento da aterragem de emergência, o avião ligeiro saltou, "pelo menos, três vezes" e "embateu em duas pessoas" que faleceram no local. As vítimas são um homem de 56 anos e uma menina de oito anos.


O instrutor e o aluno saíram ilesos e pelos próprios meios do interior da avioneta.


Os dois tripulantes ficaram sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência, depois de ouvidos no dia seguinte ao acidente por uma procuradora do Ministério Público, no tribunal de Almada, na qualidade de arguidos.


Nesse dia a Procuradoria-Geral da República emitiu um comunicado, no qual informava que piloto e aluno "incorrem na eventual prática de crime de homicídio por negligência", acrescentando que o inquérito judicial se encontra em segredo de justiça.


Na nota informativa, o GPIAAF reitera que a investigação de segurança a seu cargo "visa unicamente identificar os fatores causais e contributivos envolvidos nos acidentes, com vista à eventual emissão de recomendações para prevenção e melhoria da segurança da aviação civil".


Este organismo sublinha que a sua investigação "é independente e distinta de quaisquer processos judiciais ou administrativos que visem apurar culpas ou imputar responsabilidades".

Lusa

  • Três sportinguistas analisam entrevista de Bruno de Carvalho
    1:29
  • Manuel Pinho não terá declarado dinheiro que recebeu
    2:45

    Economia

    Manuel Pinho não terá declarado ao Tribunal Constitucional o dinheiro que recebeu do chamado saco azul do Grupo Espírito Santo. Esta terça-feira, no Parlamento, o antigo ministro da Economia de José Sócrates foi questionado sobre o assunto mas recusou responder.

  • Ora Eça!

    Opinião

    Eça, o meu conterrâneo que se definia como sendo "apenas um pobre homem da Póvoa de Varzim" não haveria de gostar de nada que fosse obrigatório. Durante décadas, Os Maias lá estiveram, quem sabe numa progressista lista pós-revolução, dada a natureza "sexual e incestuosa" da obra. Sai dessa lista agora. Claro que sai. "Ninguém" gostava de "ter de" ler Os Maias.

    Pedro Cruz

  • Jovens tailandeses poderão vir a sofrer de transtornos a longo prazo
    2:30

    Mundo

    Os 12 rapazes e o treinador resgatados de uma gruta da Tailândia já tiveram alta. Uma semana depois, saíram do hospital e deram uma conferência de imprensa em que se mostraram sorridentes. No entanto, os especialistas advertem que poderão vir a sofrer de transtornos a longo prazo, se forem obrigados recorrentemente a reviver tudo o que passaram.

  • Os portugueses que se cruzaram na vida de Mandela
    2:19
  • Cem anos de Mandela: o legado de um "gigante da História"

    Mundo

    Na história da Humanidade contam-se muito poucas figuras capazes de gerar uma aclamação unânime e global de elogio e agradecimento. Nelson Mandela está nessa lista de eleitos. No dia em que completaria 100 anos, recordamos o legado de "Madiba", um dos maiores impulsionadores da paz que este mundo já conheceu.

    André de Jesus

  • Será este o táxi mais autografado do mundo?
    2:27
  • Quem é a mais recente líder da Sonae?
    2:16
  • Rádio Escuta dá voz aos imigrantes que vivem em Lisboa
    4:02

    País

    Uma rádio comunitária está no ar, por estes dias, no bairro do Intendente, em Lisboa. O projeto é temporário e termina no próximo domingo. Mas até lá, a Rádio Escuta chega a mais de 100 países, pela internet, e dá voz aos imigrantes de diversas origens que vivem em Lisboa.

  • Lisboa vai ser Capital Verde da Europa em 2020
    2:54

    País

    O vereador do Ambiente de Lisboa quer envolver todos os cidadãos, empresas e agentes culturais na Capital Verde da Europa em 2020. Lisboa é a primeira cidade do sul da Europa a conseguir a distinção e, até lá, a Câmara promete um conjunto de investimentos para tornar a capital portuguesa um exemplo na área ambiental. Um deles é a construção de uma central solar.

  • Donald Trump em nova polémica

    Mundo

    O presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, fez estalar uma nova polémica ao chamar ao Montenegro um "país muito pequeno" cujos habitantes são "muito agressivos" e por parecer questionar o princípio da defesa mútua dentro da NATO.

  • Urso apanhado na piscina de moradia de luxo na Califórnia
    1:35