sicnot

Perfil

Agressões em Ponte de Sor

Só o Iraque pode levantar imunidade diplomática aos filhos do embaixador

O Ministério dos Negócios Estrangeiros considera que não compete às autoridades portuguesas levantar a imunidade diplomática, nem ao embaixador iraquiano em Lisboa, nem aos filhos do diplomata.

Numa nota enviada esta tarde às redações, o Ministério invoca vários argumentos jurídicos para enquadrar o caso da agressão em Ponte de Sor, afirmando que, ao abrigo da convenção de Viena sobre Relações diplomáticas, não cabe ao Estado português retirar a imunidade aos agentes diplomáticos estrangeiros acreditados em Portugal.

A nota do Ministério refere que, neste caso, será apenas o Iraque que poderá renunciar a esse estatuto, tendo de o fazer de forma expressa. De acordo com o Ministério, o Governo pode solicitar às autoridades iraquianas que determinem o levantamento da imunidade diplomática, mas sempre e apenas a pedido das autoridades judiciárias portuguesas.

Feita a explicação jurídica, a nota do Ministério dos Negócios Estrangeiros sublinha ainda que a imunidade é um garante da defesa dos diplomatas, que implica, também, uma conduta irrepreensível por parte de quem goza desse estatuto.

  • A versão dos filhos do embaixador do Iraque
    11:05

    Agressões em Ponte de Sor

    Haider e Ridha Ali, filhos do embaixador do Iraque em Lisboa, vivem há um ano em Portugal. Um dos gémeos frequenta uma escola de pilotos em Ponte de Sor. Na semana passada o irmão visitou-o. Os dois foram a um bar com amigos. Aquilo que parecia uma noite banal terminou no internamento de um rapaz de 15 anos. Ruben Cavaco ficou entre a vida e a morte. Numa entrevista à jornalista da SIC Sofia Arede, os jovens iraquianos dão a sua versão dos acontecimentos.

  • Embaixador do Iraque em Lisboa chamado a Bagdade

    Agressões em Ponte de Sor

    O embaixador do Iraque em Lisboa foi chamado a Bagdade na sequência das agressões em Ponte de Sor. A agressão a um jovem de 15 anos está já em vários órgãos de comunicação social estrangeiros. Os filhos do diplomata dizem-se vítimas das circunstâncias e garantem que não invocaram a imunidade diplomática relativamente ao caso da agressão ao jovem. O advogado de Ruben Cavaco vai estar em direto no Primeiro Jornal da SIC com novas revelações sobre este caso.

  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida