sicnot

Perfil

Agressões em Ponte de Sor

Família de Ruben Cavaco disponível para acordo financeiro com gémeos iraquianos

A família de Ruben Cavaco, o jovem agredido em Ponte de Sor, está disponível quer chegar a acordo extra-judicial sobre uma eventual indiminzação. Uma hipotese que não invalida a continuidade do processo, já que em causa está um crime público

A abertura da família acontece numa altura em que o jovem apresenta melhorias e só se esperam os resultados de alguns exames para se saber se ficará ou não com sequelas para a vida.

  • Caso das agressões em Ponte de Sor longe do desfecho
    1:29

    Agressões em Ponte de Sor

    O estado de saúde de Rúben Cavaco está a evoluir de forma favorável, ainda que lenta. Ontem o embaixador do Iraque em Portugal, pai dos dois jovens suspeitos das agressões em Ponte de Sor, enviou flores e uma mensagem de melhoras à mãe de Rúben Cavaco. Quase 15 dias depois dos acontecimentos de Ponte de Sor, o caso está ainda longe de ter um desfecho.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.