sicnot

Perfil

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Desporto espanhol une-se às demonstrações de pesar em memória das vítimas do acidente do A320

A organização da Volta à Catalunha em bicicleta suspendeu a entrega de prémios da segunda etapa, unindo-se às demonstrações de pesar do desporto espanhol em memória das vítimas do acidente de avião da companhia Germanwings.

EPA

Duas faixas negras foram instaladas na zona do pódio, que hoje, excecionalmente, não recebeu a cerimónia protocolar, tendo o vencedor da etapa, o ciclista espanhol Alejandro Valverde, enviado condolências a todos os familiares e amigos das 150 pessoas que perderam a vida quando o avião se despenhou nos Alpes franceses.

Entre as vítimas do acidente do Airbus A320 da Germanwings, que caiu num local de difícil acesso, depois de ter descolado de Barcelona com destino a Dusseldorf, contam-se três habitantes de Olot, local onde terminou a segunda etapa da Volta à Catalunha. De acordo com as autoridades francesas, todos os ocupantes do avião terão morrido.

Na maior parte, os passageiros são de origem alemã, mas, de acordo com o governo de Madrid, "há 45 passageiros com apelido espanhol", pelo que os mais destacados desportistas e instituições espanhóis já demonstraram o seu pesar. 

Desde os Estados Unidos, o tenista espanhol Rafael Nadal escreveu no twitter que, diante de uma notícia "tão terrível", o seu pensamento está com a família das vítimas, enquanto o basquetebolista Pau Gasol enviou as suas condolências a todos os afetados pela "terrível tragédia".

O presidente do FC Barcelona, Josep Maria Bartomeu, mostrou-se "comovido" com o acidente e o seu homólogo no Atlético de Madrid, Enrique Cerezo, expressou "solidariedade, pesar e carinho" aos envolvidos. 

Sergio Ramos, capitão do Real Madrid, enviou "força aos familiares", um gesto repetido pelo tenista David Ferrer. O ciclista Alberto Contador ficou "sem palavras" perante o desastre. 







Lusa
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.