sicnot

Perfil

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Lufhtansa confirma queda do A320 e lamenta mortes

A confirmação é feita pela Lufhtansa, na página do twitter da Germanwings.

A Germanwings é uma filial da Lufthansa que assegura voos mais curtos e mais baratos.

Na rede social twitter, a empresa admitiu a queda do aparelho. Lamentou ainda o acidente e espera que sejam encontrados sobreviventes.
É um dia negro para a Lufhtansa, pode ler-se no twitter da empresa.

O presidente da empresa que detém a Germanwings diz desconhecer, para já, o que esteve na origem deste acidente.

A Lufhtansa anunciou, entretanto, uma conferência de imprensa às 14:00.

A informação foi dada por uma porta-voz à agência France Presse.

As autoridades francesas já confirmaram que não há sobreviventes entre os 142 passageiros e seis tripulantes do avião, que fazia a ligação entre Barcelona (Espanha) e Düsseldorf (Alemanha) e se despenhou perto de Barcelonnette, na região de Digne-les-Bains, no sul de França.

A Germanwings, filial de baixo custo da companhia alemã Lufthansa, tinha anteriormente emitido uma declaração na qual afirmava "não ter ainda nenhuma confirmação" do acidente.

O presidente da Lufthansa, Carsten Spohr, escreveu na sua conta no Twitter "não saber o que se passou" com o voo e manifestou "profunda compaixão" para com as famílias dos passageiros e tripulantes.

"Se os nossos receios se confirmarem, é um dia negro para a Lufthansa. Esperamos encontrar sobreviventes", escreveu Spohr.



MDR // APN

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.