sicnot

Perfil

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Recuperada gravação de áudio da caixa negra do Airbus

Os investigadores conseguiram extrair uma gravação de áudio da caixa negra recuperada do local onde caiu ontem o Airbus A320 da Germanwings.  Ainda assim, ainda não têm "a menor explicação" para o que pode ter acontecido. Entretanto, o presidente francês anunciou que foi encontrado o invólucro da segunda caixa negra, mas não o próprio gravador de dados.

© Handout . / Reuters

"Formos capazes de extrair um ficheiro de áudio utilizável", disse o investigador da autoridade de avião francesa Remi Jouty, numa conferência de imprensa, acrescentando que é muito cedo para tirar conclusões sobre as causas do acidente.

O ficheiro vai ser agora alvo de "trabalho detalhado" para "entender e interpretar as vozes e sons que podem ser ouvidos", disse. 

Também hoje foram divulgadas imagens da caixa negra recuperada, com a parte exterior bastante danificada. Foi a primeira a ser encontrada e contém as gravações das comunicações na cabine de comando do avião. As equipas de busca tentam agora recuperar a outra caixa negra que registou todos os dados do voo.
  • O que aconteceu nos Alpes?
    2:22

    Airbus cai nos Alpes

    O avião da companhia low-cost Germanwings caiu nos Alpes franceses com 150 pessoas a bordo, durante o percurso entre Barcelona e Düsseldorf. Sobre as causas do acidente, há apenas interrogações. Porque é que o avião esteve oito minutos numa descida aparentemente controlada? Será que os pilotos não sabiam o que estava acontecer? E porque razão não foi comunicada qualquer anomalia? Com a escassa informação disponível, o repórter da SIC Luís Manso reconstitui o filme dos acontecimentos.

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".