sicnot

Perfil

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Andreas Lubitz, o copiloto do Airbus A320

Dia 24 de março de 2015: o Mundo assistiu a mais um desastre com um avião. Eram 150 os ocupantes do A320 da alemã Germanwings. Não sobreviveu ninguém. Segundo as autoridades francesas, houve uma vontade, por parte do copiloto, de destruir o aparelho. Mas quem é, afinal, este homem?

Andreas Lubitz tinha 27 anos e trabalhava na companhia Germanwings desde setembro de 2013. Era natural de Montabaur, da região de Renânia-Palatinato, mas vivia com os pais em Düsseldorf. 

Considerava-se muito preparado para o trabalho e acumulava 630 horas de voo, segundo noticia o El Mundo. Obteve a licença para voar em 2010 e teria que renová-la já no próximo mês de junho. 

O Governo alemão garante que a atitude do copiloto não terá uma motivação terrorista e o diretor do grupo Lufthansa afirma que o homem estava "apto em cem por cento e a sua atitude era impecável".

O jovem piloto tinha sentido de humor. Uma das suas páginas favoritas na rede social Facebook, (onde o perfil foi apagado), era "Rir até ter uma paralisia facial", de acordo com o jornal alemão Die Welt.

Alto, bem parecido e popular, Lubitz era um jovem comum. Vários dos seus companheiros do clube aéreo de Montabaur, consultados pelos meios locais, descreveram-no como "um jovem muito amável", "divertido e, às vezes, um pouco tranquilo", sem nenhuma particularidade especial ou característica que mereça destaque.

O presidente da Lufthansa admitiu que houve uma interrupção no treino de Andrea Lubitz. Entretanto, começaram a surgir informações de que terá sofrido uma depressão. 

Um correspondente do Der Spiegel escreveu no Twitter que o jovem poderá ter sofrido uma depressão ou esgotamento. Matthias Gebauer acrescentou que colegas de escola do copiloto afirmaram aos jornalistas alemães que este fez uma pausa de seis meses, em 2009, devido a um esgotamento.

Após a pausa, Lubitz regressou e passou em todos os testes, incluindo os exames médicos e psicológicos, tendo obtido o reconhecimento da Administração Federal da Aviação (FAA) em 2013.
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48