sicnot

Perfil

Airbus cai nos Alpes

Lubitz terá ocultado baixa psiquiátrica à Germanwings no dia do acidente

Lubitz terá ocultado baixa psiquiátrica à Germanwings no dia do acidente

Continua envolta em mistério a personalidade do co-piloto da Germanwings. A justiça alemã admite apenas que Andreas Lubitz recebeu tratamento psiquiátrico antes de obter a licença de pilotagem. Por seu lado, a imprensa alemã garante que o jovem, de 28 anos, tinha tendências suicidas e que ocultou uma baixa psiquiátrica à companhia aérea, no dia do acidente. Esta segunda-feira, foram divulgadas as primeiras imagens do piloto alemão, durante uma sessão de formação de pilotagem.

  • Co-piloto do Airbus A320 teria problemas de visão
    2:20

    Mundo

    Os responsáveis pela investigação não excluem outras hipóteses para a causa do acidente da GermanWings. Até agora, todas as pistas indicam que o co-piloto foi o único responsável. Em entrevista a um jornal alemão, a ex-namorada de Andreas Lubitz diz que tinha medo dele e confirma que estava a ser tratado em psiquitria. O New York Times avança que o co-piloto teria ainda problemas de visão, para os quais procurou tratamento.

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18