sicnot

Perfil

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Familiares das vítimas do voo da Germanwings regressam aos Alpes para enterrar restos não identificados

As famílias das vítimas do voo da Germanwings, que caiu em março deste ano, regressaram esta sexta-feira aos Alpes Franceses para enterrar os restos não identificados das vítimas.

Os restos mortais das vítimas que não chegaram a ser identificadas foram a enterrar numa campa comum, no cemitério local, que vai continar aberto ao público nos próximos dois meses, como memorial.

Os restos mortais das vítimas que não chegaram a ser identificadas foram a enterrar numa campa comum, no cemitério local, que vai continar aberto ao público nos próximos dois meses, como memorial.

© Robert Pratta / Reuters

A cerimónia privada juntou centenas de pessoas, precisamente quatro meses depois do desastre aéreo que terá sido provocado pelo co-piloto do aparelho.

Andreas Lubitz ter-se-á fechado no cockpit, depois do comandante sair da cabine. A bordo seguiam 150 pessoas.

Os restos mortais das vítimas que não chegaram a ser identificadas foram a enterrar numa campa comum, no cemitério local, que vai continar aberto ao público nos próximos dois meses, como memorial.

  • Veio para Portugal para estar mais perto da natureza mas o fogo levou-lhe tudo
    4:59
  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão